06/01/2012

Marcos: um ídolo na essência

Vinícius Dias

Nascido em agosto de 1973, na pequena Oriente/SP, o irreverente Marcos Roberto Silveira Reis é personagem de destaque no futebol tupiniquim. Com mais de 530 partidas disputadas pelo Palmeiras e um currículo vitorioso, o goleiro se tornou referência de comprometimento ao vestir a camisa do clube.

Do memorável título da Copa Libertadores, assegurado com os pés, ao martírio de disputar a Série B, após rejeitar uma série de propostas, o sucessor de Velloso jamais se furtou a defender as cores do alviverde. Tendo conquistado 11 títulos pelo clube, é um dos atletas mais vitoriosos de sua história.

Ídolo em seu clube, era chegada a hora de Marcos consagrar sua imagem nacionalmente. E isso viria a ocorrer na Copa do Mundo de 2002, quando, convocado por Luiz Felipe Scolari, por coincidência, seu último técnico no Palmeiras, foi decisivo no pentacampeonato da seleção canarinho.

Mas as limitações de seu próprio corpo escreveriam novos capítulos a partir de 2010. Aos 36 anos, e assolado por graves lesões, Marcão, como é conhecido pelos fãs, viu diminuir sua participação em jogos oficiais. Porém, àquele momento, o 'santo' protetor da meta palmeirense já havia se transformado em ídolo nacional. Muito respeitado, foi o testemunho de um profissional correto e vencedor.

Eis que, neste janeiro, as fortes dores culminaram na aposentadoria. Para o mito, um homem que nós aprendemos a admirar. Após deixar o interior rumo ao estrelato, Marcos sai do Palmeiras para a história.

2 comentários:

  1. GRANDE Goleiro...

    Um dos responsáveis pelo penta...

    Que ele Continue fazendo sucesso...

    ResponderExcluir
  2. Ele representa o que é o futebol pra mim, msm tendo poucos jogadores igual a ele, ainda mantenho a esperança que um dia, jogadores assim sejam a maioria!

    ResponderExcluir