07/04/2012

Clássico, liderança e tabus

Vinícius Dias

No domingo de Páscoa, Cruzeiro e Atlético se enfrentam pela primeira vez nesta temporada. O duelo promete ser eletrizante. A Raposa conta com o artilheiro da competição e tem a melhor defesa, enquanto o Galo ostenta o melhor ataque e 100% de aproveitamento. 

Se houver vencedor, ele terminará a rodada (e, provavelmente, a primeira fase) no topo da tabela de classificação. Mas, para conquistar o título, precisará superar um entrave histórico.

Desde a adoção do sistema atual, em 2004, o líder da fase de classificação foi campeão somente duas vezes (Cruzeiro, em 2008 e 2011). Porém, em ambas, não havia vencido o clássico.

A história ainda registra outras coincidências. As duas últimas conquistas alvinegras, por exemplo, ocorreram em anos de liderança celeste (2007 e 2010). Entretanto, quando liderou (2004 e 2009), o Galo viu o arquirrival comemorar o título.

É hora de reescrever a história?

6 comentários:

  1. Interessante...

    Eu acho que a supremacia celeste dos ultimos anos vai prevalecer...

    VAMOOOOOOO... ZEEROOOOOOOO....

    ResponderExcluir
  2. Fala Vinícius.
    Gostei do seu blog. Acho que o Atlético leva esse clássico, a liderança e o título. Se for campeão este ano, o Cruzeiro leva o caneco na Superliga. Leia lá: www.oobservador-ricardoabreu.blogspot.com
    Também escrevo em um outro blog só sobre futebol. Acessa lá: www.conexaonofutebol.blogspot.com
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. talvez seja o duelo das defesas. no conjunto, acho que o Cruzeiro leva vantagem.

    ResponderExcluir
  4. Gostei da cara nova do blog. Quanto ao futebol, acho que nem Cruzeiro nem Galo tem futebol para fazer bonito no Brasileirão. Ambos os times não tiveram um teste efetivo que pudesse dar algum alento ao torcedor. Além do Montillo, não há nenhum outro craque no mesmo nível dele. Temos alguns poucos bons jogadores em ambas as equipes. O resultado do jogo de 08/04/2012 está mais para um empate.
    Boa sorte
    nilton

    ResponderExcluir
  5. Continuo achando que ambos os times não tem nada que nos possa garantir muitas alegrias no brasileirão.O esquema 4-3-3 poderia funcionar muito bem desde que os três atacantes sejam de alto nível. ´No campeonato mineiro o Cruzeiro tem se dado bem, em função do nível dos adversários. Nada convincente. O Atlético jogou com mais gana no primeiro tempo e levou vantagem. As provocações do Danilinho para cima de Montillo e Victorino, imagino que às custas de palavrôes aprendidos no México, foram de baixo nível. Por conta disto e do entrevero entre Danilinho, Montillo, Victorino e Wallison, no intervalo de jogo, Roger fez uma falta (cotovelada) em cima do Danilinho, que para mim seria para expulsão. Sorte que o juiz não entendeu assim. Mas penso que se o Cruzeiro tivesse entrado no jogo, com a formação do segundo tempo, o resultado poderia ser outro. Desalentado ainda.

    ResponderExcluir