07/01/2013


Sem Montillo e com dez caras novas, clube inicia 2013 em
busca de conquistas e sonha em apagar a imagem negativa

Vinícius Dias

Iniciada ainda em 2011, a 'novela' Montillo teve capítulos desagradáveis para os torcedores estrelados logo na primeira semana do ano novo. O destino foi o Peixe. O sonho da permanência se transformou em cerca de seis milhões de euros e a volta do volante Henrique: velho conhecido, no renovado Cruzeiro. Nesta segunda, devem ser dez as caras novas para o início das atividades. Na contramão, onze não estarão mais por lá. E a diretoria celeste segue em busca de reforços para fazer de 2013 um ano diferente dos dois últimos. 

Do Criciúma, vieram o zagueiro Nirley e o atacante Lucca. Do Goiás, o lateral-esquerdo Egídio e o meia-atacante Ricardo Goulart. E a eles se somam o zagueiro Paulão, que estava no futebol da China, os volantes Ueliton, ex-Vitória, e Nilton, ex-Vasco, e os meias Éverton Ribeiro, ex-Coritiba, e Diego Souza, ex-Al-Ittihad, da Arábia Saudita, grande aposta celeste.

Diego Souza: grande aposta azul
(Créditos: Cruzeiro E.C./Divulgação)

Além de Montillo, deixaram a equipe os zagueiros Alex Silva e Mateus, o lateral-direito Diego Renan, os volantes Sandro Silva, Diego Árias e Willian Magrão, o meia Souza, e o trio de frente Wallyson, Fabinho e Wellington Paulista, emprestado ao West Ham, da Liga Inglesa. Pedro Ken e outros quatro permanecerão emprestados, embora ainda vinculados ao time da Toca da Raposa.

Amistoso agendado

Depois de três semanas de trabalhos, o Cruzeiro faz, no dia 27 de janeiro, partida amistosa diante do Mamoré, no estádio Bernardo Rubinger. E no domingo seguinte, enfrenta o rival Atlético, pela 1ª rodada do Mineiro. A partida marcará a reabertura do estádio Mineirão, que, a princípio, deve receber somente torcedores celestes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário