06/02/2013

Derrota que adverte!

Gaaalooo! Saudações, massa!

Onde você foi parar, Galo? Não te vi neste domingo... Aliás, ainda estou esperando sua estreia. Com dignidade, por favor. Com atenção, também, às laterais e aos contra-ataques. E sem sofrer gols de cabeça já ajuda bastante. Foi o primeiro tropeço, ok! Mas se esperarmos a vitória cair do céu nos próximos jogos, a situação pode ficar feia. Ainda há tempo para acordar. Pelo menos, até a semana que vem.

No clássico de domingo, o Atlético se deparou com uma forte marcação celeste e contra-ataques rápidos. Foram nestes que saíram os dois gols adversários. No primeiro, Júnior César não estava em sua posição, e deu espaço para o cruzamento, que terminou em bola na rede. No segundo, Anselmo Ramon, 'livre' pela direita, cruza para o cabeceio de Dagoberto, que faz. Típico.

Nos últimos dois clássicos, os gols do Cruzeiro aconteceram em falhas defensivas como estas. Quem vê o time do Atlético, enxerga na lateral - principalmente na direita - a possibilidade de marcar, e o faz. Tudo bem. Não vamos colocar tudo na conta das alas, muito menos na do Marcos Rocha, que sobe muito bem para o ataque. Mas, é exatamente por isso que o Atlético 'sofre' na defesa. Ótimos no avanço, os dois laterais têm dificuldades defensivas.

A cobertura é outro ponto fraco do Galo. Até porque quem ficava por ali enquanto Rocha subia, era Danilinho. Que tinha velocidade e força para segurar as 'pontas'. E como este não está mais no elenco, temos duas opções conservadoras, em especial, se o esquema 4-2-3-1 for mantido. Rosinei e Serginho. Ou então com Pierre, mesmo com pouca velocidade, saindo de sua posição para preencher o espaço, e dando a oportunidade para Araújo, por exemplo. 

Olho atento... no tricolor!

Todavia, o pecado crucial do clássico foi a falta de entrega. É aí que a gente pode entender a atuação do Atlético em campo. Primeiro jogo da temporada, partida que podia perder – nunca é bom ser derrotado pelo rival - e, também, não precisava forçar demais. Tudo bem. Mas assusta ver um time tão apático em campo. Talvez tenha sido um dia ruim. Ou, somente um alerta... Na próxima quarta, dia 13, começa a Libertadores. Duelo contra o São Paulo, no Independência. 

E erros como os do jogo domingo, não serão perdoados na competição internacional. Será preciso atenção redobrada se quisermos sair 'felizes' desse confronto. São três pontos importantíssimos à frente, e confio no elenco. Mas, para conquistar, terá que batalhar. Deixando isso de lado, hoje é dia de ver o Atlético atuando contra o Tombense, às 19h30, com time misto. É uma boa analisar como os reservas podem se encaixar ao time titular. Olho atento!

Nenhum comentário:

Postar um comentário