05/02/2013

Mais que uma vitória...

Salve, China Azul!

A inauguração do novo Mineirão, apesar dos inúmeros problemas que gerou para os torcedores que lá estiveram, precisa ser muito comemorada pelos cruzeirenses. Os três pontos conquistados, apesar de importantes, ficam em segundo plano quando observamos o comprometimento e entrega de cada jogador dentro de campo.

Sabendo que o time do Cruzeiro estava completamente modificado em relação ao que terminou o ano passado, era de se esperar que ainda houvessem falhas de posicionamento, marcação e problemas de sincronismo entre os setores. Mas essas falhas, naturais pra um começo de temporada, foram superadas com uma pitada de disposição extra. Muitos dos novatos jogaram como se estivessem há anos no Cruzeiro.

Para não me delongar muito, vou exemplificar falando de duas figuras que tiveram apresentações seguras e que demonstraram um potencial enorme: Paulão e Nilton. O zagueiro, como eu já imaginava, jogou firme, de maneira sóbria e sem dar aqueles tradicionais sustos na torcida. É um jogador relativamente novo que alia força com explosão. Quando estiver entrosado com seu companheiro de zaga, tem tudo para se tornar um dos poucos titulares absolutos dentro desse elenco tão variado.  

Nilton, por sua vez, mostrou uma disposição acima da média. Fez aquilo que se espera de um volante marcador e um pouco mais. Ele praticamente neutralizou os jogadores atleticanos que tentavam criar alguma coisa pela meia-cancha e ainda mostrou que pode ser um importante elemento surpresa no ataque. Apesar de ter desperdiçado duas chances claras de gol, Nilton se mostrou preparado pra assumir a posição. Aliás, mesmo sendo muito cedo, acho que Leandro Guerreiro deveria ficar um tempo fora do time titular. Outros jogadores como Lucas Silva e Henrique têm mais futebol que ele.

Mais que uma vitória, o jogo também serviu para tirar uma pressão imensa que, mesmo que silenciosa, nitidamente se abatia sobre Marcelo Oliveira. Depois de uma rejeição enorme, vencer um clássico deve trazer mais confiança e tranquilidade para a sequência do trabalho. Gostei do que vi, principalmente por saber que muito ainda está para melhorar. E você, torcedor, quais impressões teve do time do Cruzeiro?

Abraço, e até semana que vem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário