20/03/2013

Máquina a pleno vapor

Salve, China Azul!

Além de torcer pelo Cruzeiro Esporte Clube, outra atividade que consome grande parte do meu tempo é meu emprego como técnico de manutenção. Trabalho numa indústria e, como vocês devem imaginar, o foco desta indústria é a produção. Mas não existe produção sem máquinas e, por sua vez, não existem máquinas em boas condições sem manutenção. Entretanto, manutenção não é só aquilo que é feito para manter algo em funcionamento. O papel desse setor vai desde a montagem, o "startup", a ações corretivas, preventivas, etc.

E o que isso tem a ver com o Cruzeiro? Pois acontece que eu gosto de comparar algumas coisas com máquinas. Se o time celeste fosse uma máquina, eu diria que no período de férias dos jogadores, as peças que de fato fazem a máquina produzir, ela foi alvo de uma bela manutenção preventiva. Esse tipo de manutenção acontece quando o equipamento está parado por falta de produção e a equipe responsável aproveita para corrigir defeitos crônicos, instalar melhorias, fazer testes e deixar tudo pronto para quando a produção começar. Check!

Feito isso, começaram os testes. Algumas engrenagens foram substituídas por modelos mais novos e mais resistentes. Temos um novo motor que consome menos e pode produzir tanto ou mais que o antigo. Boa parte da ferrugem foi eliminada. As folgas entre as peças também foram ajustadas e a máquina agora tende a travar menos e trabalhar mais. Mas que fique bem claro: ainda estamos testando essas modificações.

E, mesmo que nem tudo saia como o planejado, quando a máquina começar a ser exigida de verdade, nosso setor de manutenção tem agora um estoque com peças mais sortidas e de maior qualidade. Qualquer eventual falha ou quebra em algum ponto do equipamento e muito provavelmente teremos uma peça pronta para fazer o serviço sem que haja necessidade de "gambiarras". Aliás, nos últimos anos, ficamos com nossa máquina ligada com algumas enjambrações que eram para ser improvisações, mas que sempre acabavam ficando, ficando, ficando, sem que alguma peça original fosse adquirida.

Pelo que o time conseguiu produzir até agora, acredito que ele esteja pronto para encarar uma carga maior, com mais exigência. Alguns ajustes aqui, talvez uma e outra peça nova numa necessidade de correção e a máquina está pronta para funcionar a pleno vapor. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário