23/05/2013

Chegou a hora do mito

Salve, China Azul!

Mesmo não tendo conseguido conquistar o título estadual deste ano, o Cruzeiro continua mostrando a que veio em 2013 e continua na busca por um lugar ao sol e, por que não, de conquistas. Aquela velha história de que o elenco nunca está completamente fechado, que pode pintar algum negócio de ocasião, mantém-se viva e é o que devemos ver nos próximos meses.

Ontem, diante do Resende, a contratação mais badalada e, quiçá, tumultuada, dos últimos dez anos fez sua estréia com a camisa cinco estrelas e não decepcionou. Diante de um público de pouco mais de 12.000 pagantes (o que é completamente compreensível dado o horário, o fato de haver transmissão na TV aberta e a "pequena" indisposição envolvendo o clube e a gerenciadora do Mineirão), Dedé mostrou que, apesar de todo o tempo sem jogar uma partida oficial, tem tudo para ser um dos líderes do grupo.

Seguro e bem posicionado, o zagueiro não perdeu nenhuma bola aérea, tendo uma apresentação completamente tranquila e ainda arriscando algumas subidas ao ataque. Independente de quem for seu companheiro de zaga, é notório que Dedé vai ser o referencial da defesa, dando, inclusive, mais liberdade e segurança para as investidas dos laterais. No jogo de ontem, por exemplo, Ceará e Egídio tiveram muito mais participação ofensiva que o normal. É mais uma alternativa que Marcelo Oliveira pode explorar bem, tendo em vista única e exclusivamente a entrada do camisa 26.

Rumo ao Brasileirão...

Basta lembrarmos que, de todo o elenco da Raposa, ainda não estrearam Martinuccio e Victorino, ambos no departamento médico. Lucca, que até pouco tempo também estava no estaleiro, fez sua primeira partida diante do Resende, entrando na segunda etapa e já guardando o dele. Foi do jovem o quarto gol do jogo. A direção já deixou claro que jogadores ainda devem sair e, provavelmente, chegar. Sobre as partidas, apenas suposições. Sobre as chegadas, muita especulação. Entretanto, o nome que mais tem força para reforçar é o do meio-campista Souza, hoje no Palmeiras.

Caso a negociação se confirme, acredito que ele venha para compor o grupo. Pelo que acompanhei de Souza no Náutico e no Palmeiras, o forte do jogador é a marcação, com uma saída de bola, até certo ponto, qualificada. Outro destaque nas atuações do volante são as bolas paradas. Bom cobrador de faltas.

O certo é que até semana que vem, quando eu voltar a escrever por aqui, já teremos estreado pelo Campeonato Brasileiro e que os bastidores devem nos trazer mais novidades. Boas, ou nem tanto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário