30/06/2013

Evolução... a passos lentos!

Vinícius Dias

Na lateral esquerda, Marcelo ainda cede muitos espaços. No meio, Oscar não tem funcionado tão bem. Na zaga, David Luiz e Thiago Silva seguem em busca do melhor entrosamento. Mas, a seleção de Felipão continua invicta há dez partidas. Somando seis vitórias nesse período, cinco nos últimos jogos. Marcou gols em todas as partidas, 25 no total, e sofreu apenas dez. A dupla Neymar e Fred decide. Júlio César demonstra mais segurança que em 2010.

Neymar: símbolo do 'novo' Brasil
(Créditos: Wander Roberto/Vipcomm)

A passos lentos, diga-se, o Brasil evolui. Vai se acostumando a vencer, mesmo quando não convence. Hoje, em busca do quarto título da Copa das Confederações, enfrenta a Espanha. Pronta, favorita, time do 'tic y taca'. De Casillas, Iniesta, Xavi, David Silva, e derrotada pela última vez em novembro de 2011. Tratando-se de futebol, os números dizem bem pouco, são detalhes. Mas mostram que a Espanha ganhou tudo desde a Eurocopa em 2008.

Duas Euros, uma Copa do Mundo e, enfim, o rótulo de melhor seleção do planeta bola. Nas últimas dez partidas, levou a melhor em oito ocasiões, empatou duas. Anotou 29 gols, passou em branco apenas uma vez - na última quinta, frente ao catenaccio da Itália. Sofreu somente cinco gols, nenhum nestes três últimos jogos. A equipe espanhola tem a maturidade que a brasileira aspira.

Nesta noite, no Maracanã, o esperado reencontro.
E uma certeza: campeã ou não, a seleção evoluiu!

Nenhum comentário:

Postar um comentário