08/07/2013

Hoje, com erros de ontem!

A princípio, a pausa para a Copa das Confederações não suscitou grandes mudanças nas equipes de Atlético e Cruzeiro. Na quarta-feira, o time atleticano foi batido pelo Newell's Old Boys, por 2 a 0, em Rosário. Mesmo com cuidados defensivos extras, Cuca voltou a apresentar uma formação com quatro linhas muito distantes e marcação deficiente pelas laterais. No lado esquerdo, Marcos Cáceres levou ampla vantagem sobre Richarlyson, muito mal.

No sábado à noite teve a Raposa em campo. Contra a Portuguesa, mais uma vez os volantes não foram bem, deixando a dupla de zaga exposta. Os atacantes voltaram a passar em branco. Bruno Rodrigo anotou o gol celeste. O duelo terminou empatado em 1 a 1, no Canindé. Com o ponto somado, o clube da Toca da Raposa tem nove, na quinta colocação. No próximo domingo, dia 14, o Cruzeiro encara o Náutico, no Mineirão, pela sétima rodada.

Yes, we C.A.M

Neste domingo, diante do Criciúma, os dizeres da camiseta utilizada pelo treinador Cuca chamaram a atenção. A frase "Yes, we C.A.M", adaptada para o contexto atleticano, traduziam a esperança da equipe. "Sim, nós queremos", assegurou. Depois da derrota por 2 a 0 na Argentina, o Galo encara o Newell's Old Boys, na quarta-feira, na Arena Independência. O clube mineiro almeja a inédita vaga na decisão da Libertadores, principal torneio do continente.

500 vezes Fábio

No empate contra a Portuguesa, o capitão Fábio realizou sua partida de número 500 com a camisa celeste. "É uma data superespecial. Alcançar esse número é um presente de Deus, mais um na minha vida. Tenho que agradecer todo mundo que fez parte disso", afirmou o goleiro da Raposa. Com a marca, ele é o sétimo atleta que mais vezes jogou pelo Cruzeiro. Nesta terça, ele volta a atuar. O time enfrenta o Atlético/GO, pela Copa do Brasil, no Mineirão.

Vitória à reserva

Com a equipe reserva, o Galo retornou a campo neste domingo. Rosinei, Alecsandro e Leleu balançaram as redes. Todavia, foi Guilherme, que deu duas assistências, o principal ícone do duelo. A ótima movimentação do camisa 17 atleticano significou, ainda, elogios do técnico Cuca. "Ele deu duas assistências, porque veio de trás, é inteligente. Mérito dele por ter feito o grande jogo", analisou o comandante. Foi sua sexta partida como titular em 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário