19/07/2013

Na estrada rumo ao tri

Salve, China Azul!

Todo bom motorista sabe que em dias de muita chuva é preciso ter muito cuidado ao trafegar em alta velocidade pelas pistas de asfalto devido à probabilidade de se protagonizar o fenômeno conhecido como aquaplanagem. É quando os pneus do carro perdem atrito com a pista e o veículo pode se desgovernar e se lançar perigosamente para os lados, sem que o motorista possa controlar sua direção.

Para evitar esse tipo de situação, ao atingir uma poça que possa causar tal transtorno, é recomendado que o motorista procure manter o carro na mesma velocidade, sem pânico. Frear ou acelerar pode trazer consequências drásticas. E eis que o Cruzeiro vem guiando seu carro razoavelmente bem e em uma velocidade até alta. Mas o Campeonato Brasileiro é uma pista traiçoeira que esconde vários perigos. Um desses perigos se chama São Paulo. Ele está disfarçado de poça d’água e se encontra exatamente no nosso caminho.

Metáforas à parte, o jogo deste sábado servirá para testar a casca do time criado por Marcelo Oliveira. Depois de sete meses de trabalho, com poucos testes realmente exigentes, é chegada a hora de ver se nosso motorista vai saber lidar com a estrada. Se o Cruzeiro tira o pé e cede ao esquema do SPFC, fatalmente será envolvido. Se quiser acelerar para aproveitar a má fase do adversário e forçar a barra, pode ir com muita sede ao pote e sair do caminho de maneira violenta.

Elenco é aprovado

Agora, se o time como um todo ainda não passou por muitas provações em 2013, o mesmo não pode se dizer do elenco. Independente da força e da qualidade técnica do adversário, a Raposa conseguiu manter ao longo destes sete meses certa regularidade quanto à desenvoltura em campo, apesar dos desfalques e testes feitos pelo treinador.

A estrada até a 38ª rodada do Campeonato Brasileiro ainda é longa, entretanto as próximas curvas serão decisivas para que o Cruzeiro defina suas pretensões. Uma sequência de jogos difíceis e a chance de se estabelecer no pelotão de frente. Mantendo o ritmo, contornando os obstáculos e não metendo o pé no freio na primeira poça d’água que aparecer.  

Força, Cruzeiro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário