08/08/2013

É guerra... vai, Cruzeiro!

Salve, China Azul!

Como todos já devem saber, ocorreu na última terça-feira o sorteio que definiu os confrontos e os chaveamentos das oitavas de final e fases seguintes da Copa do Brasil 2013. Agora, com a participação dos times que disputaram a Libertadores da América no primeiro semestre, a competição mais querida pelos amantes do mata-mata vai virar guerra, e não haverá mais jogo fácil para ninguém.

O sorteio reservou à Raposa um confronto de gigantes. O Flamengo é nosso adversário nas oitavas de final, sendo que o primeiro jogo será realizado em Minas Gerais. Além disso, o Cruzeiro caiu no mesmo lado que Fluminense, Goiás, Vasco, Nacional, Botafogo e Atlético-MG. Isso significa que, passando de fase, uma destas equipes sempre estará no caminho até a grande final.

Mal acabou o sorteio, e já vi e li muitos cruzeirenses fazendo projeções e arriscando possíveis confrontos, fase por fase. Mas acontece que, neste ano, a CBF deu uma mexida legal na Copa e o calendário da dita cuja também ficou bem confuso. Os jogos das oitavas de final serão realizados nas duas últimas semanas de agosto. As quartas de final serão disputadas dois meses depois. É muito tempo. Não dá para planejar e priorizar uma competição que carrega consigo uma incerteza dessa grandeza.

Sem prioridades...

E é justamente aí que mora o perigo. Deixar o Brasileirão em segundo plano quando for semana de jogo da Copa do Brasil pode acarretar na perda de pontos preciosos na busca pelo tri. Usar força total nos jogos do Campeonato Brasileiro enquanto se espera pelos jogos da Copa, pode fragilizar o elenco e diminuir as opções em caso de necessidade. É uma situação muito delicada, e que precisa ser estudada com muita calma.

Acredito que o Cruzeiro tenha elenco para disputar tranquilamente as duas competições paralelamente. O que me deixa preocupado é essa distância absurda entre as fases. Não haveria necessidade disso se o calendário fosse mais bem planejado. É lógico que todas as equipes vão sofrer do mesmo mal. Mas nem por isso dá para se dizer que isso seja saudável. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário