20/10/2013

Matemática do título

Kessler Cotta*

Com o final do Campeonato Brasileiro se aproximando e o provável título celeste em curso, tornou-se possível fazer previsões e analisar a tabela. Creio que a maioria está ciente de que o título pode vir, mas não tem a noção de quando.

A equipe da Toca da Raposa enfrenta Coritiba (fora), Criciúma (casa) e Santos (fora) nas próximas três rodadas. Enquanto o Grêmio, vice-líder, tem Inter (fora), Coritiba (fora) e Bahia (casa). No domingo seguinte, na 33ª rodada, os dois clubes se enfrentam em Minas. A partida pode dar o título ao Cruzeiro.

Jogo do título...

Para ser campeão contra o Grêmio, o Cruzeiro deve chegar ao dia 10 de novembro tendo uma vantagem mínima de 12 pontos. Nessa situação, a equipe estrelada precisaria de uma vitória para abrir 15 pontos. Faltando cinco jogos, os gaúchos ainda poderiam igualar a pontuação e o total de vitórias azuis. Mas teriam que tirar a desvantagem no saldo, hoje em 19 gols pró-Cruzeiro.

As contas são simples. A Raposa precisa somar dois pontos a mais que o Grêmio nas três rodadas. Exemplo: se o Cruzeiro vencer duas e empatar uma, o Grêmio poderia ganhar uma e empatar duas, no máximo. Em outro cenário, se o Cruzeiro ganhar duas e perder uma, o time gaúcho poderia ter, no máximo, uma vitória, um empate e uma derrota - ou seja, somar quatro pontos.

O fator 'Furacão'

Se o Cruzeiro ganhar as três, o único cenário que impede o clube mineiro de conquistar o título na "final" diante do Grêmio seriam três vitórias da equipe gaúcha frente Inter, Coritiba e Bahia. Claro, esta previsão é feita assumindo que o Atlético/PR não vai vencer seus três jogos, adiando um possível título.

Portanto, se tudo correr conforme o planejado, a campanha do Cruzeiro pode ter como "clímax" e talvez episódio definitivo, o confronto contra o Grêmio, no Mineirão.

*No Twitter, @MrKesz