16/12/2013


Confiança na conquista do Mundial une ilustres e anônimos,
ultrapassando gerações; e Dadá antecipa 'herói' da decisão

Vinícius Dias

No discurso, sonho e realidade se confundem. Na bagagem, os artigos e camisas do Atlético são tão indispensáveis quanto as memórias do título da Copa Libertadores. Também não poderia faltar a confiança, mais uma vez eternizada no mantra 'eu acredito', e uma dose extra de disposição. Afinal, entre os vários trajetos possíveis, os alvinegros desembarcam em solo marroquino depois de terem percorrido uma distância mínima de seis mil quilômetros.


Na programação, os dias 18, a data da semifinal diante do anfitrião Raja Casablanca, e 21, quando acontece a final, ganham atenção especial. A quatro dias do Natal, o atleticano espera por um presente antecipado. Do tamanho do planeta. Para dizer aos quatro ventos o que a América já sabe. 2013 é dois-mil-e-Galo!

'Eu acredito': o retorno do mantra
(Créditos: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Para desvendar a expectativa do torcedor, o Blog Toque Di Letra ouviu três atleticanos que têm presença assegurada em Marrakech. O músico Frederico Paco, 21 anos, o contador e fotógrafo Daniel Teobaldo, de 37 anos, e o ex-jogador Dadá Maravilha, que atuou no Galo nas décadas de 1970 e 1980. A confiança no título uniu, no tempo, os discursos de três gerações alvinegras.

A confiança do Rei...

Segundo maior goleador da história atleticana e habituado à condição de protagonista, Dadá Maravilha não mostrou dúvidas quando o assunto é o título. "O Bayern é super favorito, mas eu vou confiante, porque o grupo está unido. Eu cravo em cartório que o Atlético é campeão", disse o ex-atacante. "O Atlético começou a ser campeão naquela defesa do Victor, contra o Tijuana", pontuou.

Dadá Maravilha: confiança alvinegra
(Créditos: TV Alterosa/Reprodução)

Bem humorado, ele arriscou uma tentativa de prever o futuro. "A bola de cristal do Dadá não falha", assegurou. No que depender dele, o torcedor do Atlético já tem um novo candidato a ídolo. "Igual o Gabiru fez para o Inter, o Berola vai fazer para o Atlético, com lançamento do Ronaldinho", previu. "A sorte só vai acabar quando terminar o ano", disse o ex-camisa 9, em tom de confiança.

...viagem do súdito!

Pela quinta vez, Frederico Paco vai acompanhar o Atlético fora de Minas Gerais. No entanto, ele fez questão de confessar. "A expectativa para o Mundial, pela dimensão da viagem, inclusive, é inigualável". Na bagagem, os poucos itens, em razão do trajeto, passando por locais como França, Portugal e Espanha e França, antes de chegar ao Marrocos, contrastam com a confiança crescente. "É errado apostar contra esse Bayern. Mas a vontade e a dedicação dos jogadores, além das lesões no eventual rival, dão esperanças", disse.

Da América ao mundo: Galo sonha
(Créditos: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Para Paco, a disputa do Mundial de Clubes representa a oportunidade de coroar um 2013 especial na história atleticana. "Obviamente, não espero jogo fácil. Pelo contrário, mas estou confiante em meu time, porque ele provou ser merecedor ao longo do ano", destacou, apontando o possível herói. "Pela admiração que tenho pelo Réver, eu espero que ele brilhe no Mundial, anule o tão badalado Bayern de Munique e ainda faça um gol de cabeça", disse.

Clicando a história...

Depois de ter acompanhado o Galo na Argentina e no Paraguai durante a Copa Libertadores, o contador Daniel Teobaldo, de 37 anos, espera viver emoções especiais no Mundial. "Acho que vai ser uma ótima experiência, independente do resultado", pontuou. "Mas, se tivermos o título do Galo, será sensacional", destacou, em tom de confiança. "No futebol, ninguém ganha de véspera. E a vontade dos jogadores (do Atlético) pode fazer a diferença", comentou.

Massa vai 'em peso' ao Marrocos
(Créditos: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Na bagagem de Daniel, as câmeras fotográficas são artigo indispensável. "Vou registrar o Mundial de Clubes, como tenho feito nos jogos do clube desde o início do ano", contou. Depois de fotografar mais de 40 partidas do Atlético, ele pretende coroar a temporada inesquecível eternizando o sentimento alvinegro em Marrakech. Ainda que, para isso, tenha gastado cerca de oito mil reais. Os registros estarão disponíveis em seu portal, o 'Soul Galo'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário