27/01/2014

Economia alvinegra

Vinícius Dias

Discreto no mercado de transferências, o Atlético anunciou somente duas novidades até o momento: o lateral-esquerdo Pedro Botelho, contratado por empréstimo junto ao Atlético/PR, e o volante Claudinei, destaque do América no Brasileiro da Série B, em 2013. A postura, conforme o Blog Toque Di Letra apurou, é reflexo da política de corte de gastos iniciada durante o mês de dezembro.

Depois de Gilberto Silva e Júnior César, que não tiveram seus contratos renovados, e de Alecsandro, negociado com o Flamengo, Richarlyson será mais um a deixar o Atlético - em abril, após recuperar-se de contusão. A saída do quarteto vai representar, na folha atleticana, uma economia de quase R$ 1 milhão/mês.

Premiações x bloqueio

Com a soma de R$ 25,2 milhões, o Atlético foi o clube brasileiro que mais arrecadou com premiações na temporada anterior. Entretanto, o bloqueio referente à venda de Bernard ao Shakhtar, da Ucrânia, tem dificultado os planos. A cúpula atleticana discute, nos bastidores, a liberação dos R$ 54 milhões pelo governo federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário