27/02/2014

Supremacia dos visitantes

Gilvan Meireles

Com boas vitórias fora de casa do Real sobre o Schalke e do Borussia Dortmund sobre o Zenit, as partidas das oitavas de final da Liga dos Campeões trouxeram, dessa vez, resultados mais surpreendentes. Além do primeiro triunfo de um mandante, o Olympiacos, que bateu o Manchester United, houve ainda o primeiro empate, entre Galatasaray e Chelsea, no 'inferno' de Istambul.

LEIA MAIS: Sem surpresas, com goleada!

O clube merengue, comandado por Carlo Ancelloti, brilhou com seu trio ofensivo. Bale, Benzema, e ele, o melhor do "planeta", Cristiano Ronaldo, fizeram dois gols cada, gols grandiosos, diga-se de passagem. O Real foi melhor durante os 90 minutos e garantiu, sem ressalvas, uma vaga nas quartas-de-final. Líder do Espanhol, o time tem o segundo melhor ataque do mundo na temporada, e é favorito à conquista da Liga dos Campeões. Azar do Schalke, goleado em casa. O time alemão fez, ao menos, um belo gol de honra, com Huntelaar.

Real bateu o Schalke, na Alemanha
(Créditos: Club Schalke 04/Reprodução)

Virando a página, o embate entre Galatasaray e Chelsea, na Turquia, foi o mais equilibrado dessa fase. Os ingleses eram melhores desde o início do duelo e, logo aos 8 minutos, Fernando Torres anotou 1 a 0. O time azul criava boas oportunidades, porém pecava na hora de finalizar e perdia a chance de ampliar o placar. Bom para os turcos, que foram ao ataque e chegaram a marcar um gol ainda na etapa inicial. No entanto, o tento foi anulado pela arbitragem.

Empate em Istambul

Na segunda etapa, as equipes fizeram uma partida equilibrada. O Chelsea tentou pressionar, mas o time turco respondia aos ataques. Até que, em escanteio, aos 20 minutos, gol do zagueiro Chedjou. Seguiu assim até o último minuto. O clube de Londres joga em casa na volta, e é favorito. O confronto marcará o retorno de Drogba a Stamford Bridge, estádio onde marcou história pelo Chelsea.

Desfalcado, time alemão saiu à frente
(Créditos: Borussia Dortmund/Reprodução)

Na terça-feira houve dois embates. O Borussia Dortmund foi à Rússia enfrentar o Zenit, de Hulk. Apesar dos cinco desfalques no time titular, o clube alemão tinha Reus e Lewandowski. O que foi suficiente para fazer quatro gols nos azuis. O camisa 11 fez um, deu assistência para outros dois. Já o matador Lewandowski fez dois gols. Shatov e Hulk, de penâlti, descontaram para os russos.

'Presente' de grego

E a única vitória de um mandante na rodada veio justamente diante do (apático) Manchester United. Em Atenas, o Olympiacos fez um excelente resultado contra os Reds. 2 a 0, que mostraram bem o jogo. O time de David Moyes acertou apenas um chute no alvo durante a partida, e não conseguiu criar. Lento e preguiçoso o United se tornou presa fácil para o time grego na pífia temporada.

Olympiacos surpreendeu o United
(Créditos: Olympiacos CFP/Reprodução)

O time de Manchester aposta todas as fichas no torneio internacional, já que foi eliminado das duas copas locais, e na Premier League, está a 11 pontos da fase classificatória para a próxima Liga dos Campeões. Por isso, se for eliminado, não terá muito a fazer. O treinador leva a culpa, uma vez que, recém-chegado ao "dourado" posto de Ferguson, Moyes comanda a pior temporada do time em duas décadas.

A última cartada...

A partida de volta será a oportunidade de Moyes e sua trupe mostrarem serviço. A propósito, meu palpite é de que os clubes que saíram à frente vão avançar para as quartas de final. E, no desempate, o Chelsea vai se classificar ante o Galatasary, em Londres. De fato, certeza só assistindo. Que prossiga a Liga dos Campeões!

Nenhum comentário:

Postar um comentário