30/04/2014

Missão tri: rumo a Assunção

Tiago de Melo

Chegou a hora do tudo ou nada para o time celeste. Os comandados de Marcelo Oliveira enfrentam o Cerro Porteño em busca de uma vaga nas quartas de final da Libertadores. O 1 a 1 no jogo do Mineirão obriga os brasileiros a buscarem a vitória, ou ao menos um empate com gols para avançar em busca do sonho continental.


O adversário é páreo duro. Não que o Cerro tenha um grande time. Mas é um adversário difícil, sobretudo quando atua em seu "acanhado" estádio, onde sua torcida costuma fazer a diferença. Apesar de não ter a projeção internacional do Olimpia, os azulgranas possuem uma torcida fanática e numerosa, recrutada principalmente entre as classes populares da capital paraguaia, Assunção. O 'Ciclón del Barrio Obrero' costuma vender caro as derrotas em casa.

Na ida, em Minas, empate por 1 a 1
(Créditos: Gualter Naves/Light Press)

Uma vantagem extra para os paraguaios é o fato de a equipe entrar em campo descansada. Distante do líder Libertad na liga doméstica, o técnico Francisco Arce poupou seus titulares no duelo do último fim de semana. Assim, diferente dos brasileiros, o Cerro Porteño entrará em campo não apenas com sua equipe principal, sem desfalques, mas também com seu elenco descansado.

Difícil, mas possível

Mas, embora respeite o temível rival, o Cruzeiro sabe muito bem que tem boas possibilidades de voltar de Assunção com a vaga nas quartas de final assegurada. O atual campeão brasileiro ainda não conseguiu repetir neste ano o futebol que lhe valeu o título em 2013, mas a base foi mantida e a fortíssima equipe dirigida por Marcelo Oliveira está ciente de que pode (e deve) seguir viva no torneio.

No domingo, empate pelo Brasileiro
(Créditos: Igor Coleho/Light Press)

Nessa terça-feira, jogadores e comissão técnica fizeram um recreativo de reconhecimento do General Pablo Rojas ("La Olla"), acanhado estádio que deve estar lotado para a partida de hoje. A boa notícia foi o retorno de Dagoberto. O atacante treinou normalmente com os companheiros, e vai ficar à disposição de Marcelo Oliveira, embora, a princípio, deva ser opção para o banco.

Cerro Porteño x Cruzeiro:

CERRO: Fernández, Bonet, Ortiz, Cardozo e Alonso; Corujo, Oviedo, Dos Santos e Óscar Romero; Angel Romero e Güiza.

CRUZEIRO: Fábio, Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Samudio; Henrique e Lucas Silva; Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart e William; Júlio Baptista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário