07/05/2014

Pelo tri, habemus Cruzeiro!

Alexandre Oliveira

Nesse ano, o time celeste resolveu proporcionar momentos de verdadeira emoção ao torcedor. E esses momentos não devem terminar tão cedo. A noite desta quarta-feira, em Buenos Aires, reserva ainda mais emoção ao torcedor cruzeirense. Às 22h00, o clube celeste vai subir ao gramado do Nuevo Gasómetro para disputar mais uma partida de quartas de final de Copa Libertadores.


Se a saudade do torcedor cruzeirense da maior competição sul-americana estava grande, agora, ele é o único torcedor brasileiro que pode desfrutar da mágica sensação de permanecer na disputa do título mais cobiçado do continente.

Cruzeiro: o 'sonho' do tri segue vivo
(Créditos: Gualter Naves/Light Press)

O adversário, o San Lorenzo, tenta a primeira Taça Libertadores e aposta todas as fichas no jogo desta quarta. O 'El Ciclón', como é conhecido em Buenos Aires, é o atual campeão argentino, e almeja a inédita taça para comprovar que vive um momento realmente abençoado. Sim, abençoado! Abençoado pelo Papa Francisco, torcedor dos Cuervos. Alguns acreditam, até, que a boa fase do San Lorenzo teve início após Jorge Bergoglio se tornar Papa, em 2013.

Esperança e superação...

A esperança e a vontade celeste, no entanto, precisam ser maiores nesta noite. O clube azul deve estar concentrado do início até o fim, sem ceder espaços para a equipe azulgrana. Léo, substituto de Bruno Rodrigo, é a grande novidade na escalação celeste. O zagueiro deu conta do recado na campanha do tri brasileiro, em 2013, e vem mostrando bom futebol nesta temporada.

Nas oitavas, Raposa bateu o Cerro
(Créditos: Carlos A. Juri/Light Press)

Além de segurar os argentinos em seus domínios, o clube azul precisa de gols. Como tem a vantagem de decidir em casa na próxima quarta, fazer gols na Argentina será de fundamental importância para controlar o duelo de volta no Mineirão, podendo até jogar com o regulamento 'debaixo do braço'.

'O Brasil na Libertadores'

Vale tudo na Libertadores. Vale tudo na briga pela vaga entre os quatro melhores da América. E esse duelo começa hoje, em território 'hermano'. Como ouço por aí: "O papa pode ser argentino, mas Deus é brasileiro". O Cruzeiro é o Brasil na Libertadores!

Nenhum comentário:

Postar um comentário