17/07/2014

Contra o Vitória pela vitória

Alexandre Oliveira

O Cruzeiro entrará em campo nesta quinta-feira, às 21h, para enfrentar o Vitória, em partida válida pela 10ª rodada do Brasileirão. Poderia ser mais uma frase cotidiana que vemos durante o longo e, às vezes, desgastante Campeonato Brasileiro. Porém, não é apenas mais uma rodada. A partida desta noite vai marcar o recomeço para ambas as equipes. E, para alguns jogadores, o reencontro.


A Copa de 2014 serviu para dividir a temporada em: a.C e d.C, sendo o C de Copa. O sucesso pré-Copa, por exemplo, não é garantia de resultados no período pós-Mundial. O Cruzeiro é um dos clubes que aproveitaram a pausa para se preparar. Como no ano passado, no período da Copa das Confederações, a Raposa fez uma intertemporada nos EUA, onde realizou cinco amistosos - e venceu todos.

Ricardo Goulart: o artilheiro azul nos EUA
(Créditos: Andres Leighton/Light Press/Textual)

Na partida contra o Vitória, a torcida celeste verá de perto, no Mineirão, o que esperar do líder do Campeonato Brasileiro na segunda metade deste ano. Porém, mesmo na 18ª posição, o Vitória parece pronto para reagir e deixar a zona de rebaixamento.

Rivais conhecidos

O rubro-negro conhece bem duas das opções ofensivas celestes: Marcelo Moreno e Marquinhos. O último deixou o Vitória pouco antes do início da Copa do Mundo, e pode ser fundamental na partida contra os baianos. A princípio, Marcelo Oliveira julgou que seria desnecessária a contratação de Marquinhos, em razão do grande número de opções para o setor. Porém, hoje, o meia-atacante será um trunfo decisivo, por saber bem os detalhes do adversário.

Dinei: goleador a serviço do clube baiano
(Créditos: Felipe Oliveira/EC Vitória/Divulgação)

Um dos pontos fortes do Vitória é o atacante Dinei. Alto e dono de ótimo cabeceio, o camisa 9 baiano não vive uma boa fase, mas nada como uma Copa de muitos gols para inspirar um artilheiro. Para segurar o ímpeto do Leão, Manoel, titular nos amistosos nos EUA, fará dupla de zaga com Léo. No meio-campo, Henrique joga ao lado de Lucas Silva. Lesionado, Nilton é desfalque. Ricardo Goulart, artilheiro da intertemporada, faz companhia a Marcelo Moreno e Marquinhos.

No ritmo da Copa

Em suma, é torcer para que a Copa do Mundo tenha inspirado alguns dos ótimos nomes que temos em Minas Gerais e pelo Brasil afora, e que essa sequência de Campeonato Brasileiro seja tão legal de assistir como foi o Mundial de 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário