01/08/2014

Quem pode substituir R10?

Tiago de Melo

A saída do meia Ronaldinho Gaúcho do Atlético foi uma das notícias mais importantes da semana no futebol brasileiro. O que é bem compreensível. Apesar das apagadas atuações recentes, é um nome de muito peso, que foi essencial no histórico título da Copa Libertadores em 2013. Mas também deixa no ar uma nova questão: virá algum jogador para compor o elenco após tal perda?


Uma opção seria o mercado sul-americano, tão negligenciado pelos clubes brasileiros, que, com a receita que possuem, têm condições de importar jogadores de qualquer clube dos países vizinhos. Desde que se observem bem os nomes e se tenha em mente que a adaptação pode demorar, pois cada país tem sua cultura futebolística.

Cárdenas: algoz alvinegro na Libertadores
(Créditos: Club Atlético Nacional/Divulgação)

Uma opção é Sherman Cárdenas. O jogador foi protagonista da eliminação alvinegra para o Atlético Nacional, de Medellín, e tem muitos atrativos. Aos 25 anos, é experiente o bastante para chegar e vestir a camisa do clube, mas ainda teria tempo suficiente de carreira para ter um valor de revenda interessante. Mais importante, se movimenta muito e pode jogar em todas as posições da linha de três no 4-2-3-1. Tem habilidade, sabe dar o passe final e marca seus gols - média é de aproximadamente dois a cada cinco jogos. O ponto negativo é que demandaria maior investimento. Mas, com certeza, teria salário menor que o de Ronaldinho.

De Arrascaeta: a promessa do Uruguai
(Créditos: Defensor Sporting/Divulgação)

Opção muito diferente é Georgian de Arrascaeta. O uruguaio, de 20 anos, foi revelado pelo Defensor, um dos clubes que melhor trabalha as divisões de base no continente, e passou com destaque por todas as seleções de base do país. 'El Cocho' tem muita facilidade no drible e é especialista em assistências. Também marca seus gols, embora se destaque na armação. Atua melhor centralizado, porém costuma não guardar posição e sempre busca os espaços vazios pelas laterais. Não é um jogador pronto, e seria investimento em longo prazo. O ideal seria contrato longo e tempo para o atleta se desenvolver. Potencialmente, teria alto valor de revenda, por ser cotado para a seleção uruguaia.

Fernández: destaque do Gimnasia La Plata
(Créditos: Club de Gimnasia La Plata/Divulgação)

Na Argentina, uma boa opção seria Ignacio Fernández. O talentoso atleta, de 24 anos, foi peça essencial na ótima campanha do Gimnasia La Plata na edição passada da liga argentina. Multifuncional, Fernandez já foi escalado como volante, mas se destaca como armador pela esquerda ou no meio. Habilidoso, o canhoto trata a bola com carinho e é ótimo em assistências, ainda que faça poucos gols. Em suma, tem todas as características de um enganche argentino clássico.

Villalba: titular do finalista San Lorenzo
(Créditos: Agência i7/Minas Arena/Divulgação)

Outro nome interessante é Hector Villalba. O jogador, de apenas 20 anos, defende o San Lorenzo, clube em que construiu toda a sua trajetória nas categorias de base. 'Tito' possui características que poderiam facilitar sua adaptação ao futebol brasileiro. Joga pela direita e acompanha os laterais adversários quando esses avançam para o ataque, mas é muito agressivo ofensivamente, sendo peça ideal para fazer o lado direito em um 4-2-3-1, sistema que é utilizado pelo San Lorenzo. É um típico jogador de lado do campo, que marca, ataca e constrói boas tramas ofensivas, porém marca poucos gols.

2 comentários:

  1. Boa tarde,
    Esse Cardenas e o Fernandez seriam excelentes contratacoes, mas, sera que a dupla Kalil e Maluf a KALUF, sabe disso. #ACORDAGALO.

    ResponderExcluir
  2. Cardenas seria um excelente reforço!

    ResponderExcluir