18/03/2015

Messi: a serviço da história

Vinícius Dias

Aos 22 minutos, Messi arrancou da intermediária defensiva, se livrou de quatro marcadores, tocou para Neymar e invadiu a área do Eibar. A bela jogada não terminou em gol pela falha do brasileiro no passe final. Nove minutos depois, de pênalti, o camisa 10 do Barcelona abriria o placar. Na etapa final, aos 10', reencontrou as redes após o escanteio cobrado por Rakitic. 2 a 0 para o líder do Espanhol. O time de um Lionel que, mesmo quando não encanta, reescreve a história.


Desde sua estreia, Messi empilha recordes. Com os dois marcados neste sábado, chegou a 32 gols na liga 2014/2015 - em sua 27ª exibição. Na história, soma 275, superando a marca construída na década de 1950 por Telmo Zarra, ídolo do Athletic. No topo, em 2011/2012, Lionel anotou 50 vezes - recorde de gols em uma edição. É também líder de assistências, com 110 - contra 105 de Figo.

Messi: número 1 da história do Barça
(Créditos: Miguel Ruiz/FCB/Divulgação)

Nesta quarta-feira, diante do Manchester City, terá nova oportunidade de ampliar a contagem na Liga dos Campeões. Com o anotado contra o PSG, em dezembro, o argentino chegou a 75 gols na história da competição - marca igualada por Cristiano Ronaldo há oito dias. Em toda a história do Barcelona, são 397 gols com a assinatura de Lionel Messi - número 1 do clube que completa 115 anos.

Os recordes e o clássico

No domingo de clássico ante o Real Madrid no Camp Nou, mais recordes à prova. Embora tenha passado em branco no revés do turno, La Pulga é quem mais vezes marcou na história do embate: 21 gols. Do outro lado estará Cristiano Ronaldo, atual melhor do mundo e vice-artilheiro da liga, com três hat-tricks na temporada - o blaugrana tem cinco. Na história do torneio, CR7 tem 23 e Messi 24.

A semana tem Messi em campo diante de City e Real.
E a certeza de que a história continua a ser reescrita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário