07/03/2015

Novos times, mesmo tempero

Ricardo Diniz

Neste domingo, dia 08 de março, Cruzeiro e Atlético se encontram pela primeira vez na temporada. O clássico, no Mineirão, terá ingredientes de sobra para dar sequência aos duelos épicos que os rivais fizeram ao longo da história. E, em especial, para manter o sabor apimentado, que ganhou novo tempero a partir de 2013, quando os clubes da capital passaram a dominar o cenário sul-americano.

Damião disputará seu primeiro clássico
(Créditos: Site Oficial do Cruzeiro/Divulgação)

Mandante da partida, o time celeste defende a liderança do Mineiro e entra em campo disposto a colocar fim ao jejum de oito duelos sem derrotar o arquirrival. A última vitória azul e branca foi comemorada no primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2013, quatro dias depois de o Atlético festejar a conquista da Libertadores. Neste domingo, a escalação de Marcelo Oliveira vai mesclar atletas acostumados ao clássico, casos do goleiro Fábio e do volante Henrique, e estreantes, como Paulo André, Willians, Arrascaeta e Leandro Damião.

Atlético terá dupla de volantes titular
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Vice-líder do torneio estadual, o time alvinegro estará bastante desfalcado. Dos atletas que estiveram no DM nas últimas semanas, somente o lateral-esquerdo Douglas Santos terá condições de jogo. O lateral-direito Marcos Rocha e os argentinos Lucas Pratto e Jesús Dátolo não se recuperaram a tempo. Provável opção no banco de reservas do Atlético, o meia-atacante colombiano Sherman Cárdenas tem a chance de disputar o confronto pela primeira vez.

Os números da confiança

Quando o assunto são números, ambos têm bons motivos para acreditar em uma vitória. Levir Culpi já comandou o Atlético em 16 clássicos ante o Cruzeiro, com 10 vitórias, quatro empates e apenas dois reveses. No ano passado, em três duelos no palco do confronto deste domingo, a equipe alvinegra não foi derrotada. O clube estrelado também se apoia no bom retrospecto no Mineirão. Em 63 partidas após a reinauguração, em 2013, foram 50 vitórias, oito empates e cinco derrotas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário