25/03/2015

Ser atleticano: bem mais que torcer!

Ricardo Diniz

É tratar a relação com a camisa alvinegra a exemplo do casamento: na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza. É bem mais que simplesmente torcer por um time de futebol. É, ao mesmo tempo, nascer com DNA e coração programados para fortes emoções e para o amor incondicional.


Que atire a primeira pedra o torcedor que não pensou em 'chutar o balde' quando o Galo foi rebaixado, em 2005, ou quando o time perdeu a chance de rebaixar o rival, em 2011. Mas é verdade que, logo depois, a raiva já havia passado e o romance com o Atlético sido reatado. É "uma vez, até morrer", como diz o hino.

A paixão registrada no próprio corpo
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Qual atleticano, na aflição, não se entregou às lágrimas ao ver o árbitro assinalar um pênalti aos 47' da segunda etapa, e, depois, quando Riascos partiu para a bola que parou de forma milagrosa no pé esquerdo de 'São Victor' não teve forças nem mesmo para voltar a chorar - desta vez, um choro de alívio?

Ser atleticano é sonhar por décadas com os míseros segundos entre a cabeçada de Léo Silva e o toque da bola na rede do Olímpia e, na mesma noite, ver o 'ídolo' Giménez carimbar o travessão na última cobrança de pênalti. É também a partir daquele instante, se sentir, de fato, dono do continente americano.

Ser atleticano é conjugar o 'acreditar'
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Ser atleticano é se considerar de alma lavada e com a sensação de dever cumprido ao derrotar o rival por duas vezes e, na decisão, comemorar o inédito título da Copa do Brasil em pleno Mineirão, onde cerca de duas mil vozes calaram mais de 35 mil. Um ato heroico!

Saúdo a todos os ídolos - do passado e do presente - por fazerem parte desta gloriosa história do Clube Atlético Mineiro, ou melhor, Galo. Você, torcedor, troque umas palavras com quem te fez atleticano. Caso tenha essa chance, que tal dizer um obrigado? Se isso não for mais possível, simplesmente reze por ele(a).

Conjugar o verbo acreditar. Isso é ser atleticano!

Um comentário: