09/03/2015

Tarde dos goleiros - e de Damião!

Vinícius Dias

Aos 28', Dodô cobrou escanteio, Jemerson subiu no segundo andar para testar a bola, mas parou em boa defesa de Fábio. Na sequência do lance, o capitão celeste ainda fez intervenção em chute de Carlos à queima-roupa. Com o controle da posse de bola, o Cruzeiro era melhor e havia ameaçado minutos antes em boa jogada de Leandro Damião e Willian e na finalização de Marquinhos de fora da área.

Rivais ficaram no 0 a 0 na etapa inicial
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Aos seis minutos da etapa complementar, a bola sobrou para o zagueiro Paulo André. O camisa 26 acertou um belo chute no canto esquerdo, mas parou em defesa brilhante do goleiro Victor. Naquele momento, o Atlético era melhor. A Raposa assustava pela primeira vez depois do intervalo, em resposta ao contra-ataque rápido puxado pelo meia-atacante Cesinha três minutos antes.

Naquele momento, a tarde era dos goleiros.

Aos 26' do segundo tempo, quando a bola sobrou na área cruzeirense após o ataque alvinegro, Fábio voltou a ser protagonista. Em vez de pegar a bola com as mãos, o camisa 1 preferiu sair jogando com os pés. O lançamento acertou as costas do lateral-direito Patric e sobrou para o volante Rafael Carioca, que inaugurou o marcador.

Damião: de novo, o herói cruzeirense
(Créditos: Washington Alves/Light Press)

O Atlético 'cantou de Galo' até os 37 minutos, quando Leandro Damião recebeu passe de Marquinhos, venceu o duelo com Jemerson e, antes de completar para o fundo das redes de Victor, também levou a melhor em dividida com o lateral-esquerdo Douglas Santos. Insistência transformada em gol. Gol da artilharia. O quinto anotado em cinco jogos disputados no campeonato estadual.

O Cruzeiro se reformula. E Damião renasce.

Nenhum comentário:

Postar um comentário