05/06/2015


Com 11 gols e seis assistências em 21 partidas, argentino se
destacou na campanha do título estadual e na Libertadores

Vinícius Dias

Quarta contratação mais cara da história atleticana, o centroavante Lucas Pratto tem justificado nos gramados os US$ 5 milhões, cerca de R$ 13,4 milhões pela cotação de época, investidos pelo clube para tirá-lo do Vélez Sarsfield, da Argentina. Titular absoluto no esquema do treinador Levir, o camisa 9 participa, de forma direta, de um em cada três gols do Galo nesta temporada, em média.


Lucas Pratto assinou 11 dos 50 gols marcados pelo time alvinegro neste ano e ainda deu seis assistências para os companheiros. Os bons índices dão ao argentino, que disputou 21 jogos com a camisa preto e branca, o rótulo de atleta mais decisivo do elenco. À frente, inclusive, do polivalente Luan, que atuou 27 vezes e registra 14 participações em gols, marcando seis e dando oito assistências.

Pratto foi herói na semifinal do mineiro
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Artilheiro do Atlético na Copa Libertadores, com três gols, o atleta viveu ante o rival Cruzeiro, nas semifinais do campeonato estadual, seu grande momento no Galo. Após o empate no Horto, o time saiu em desvantagem no Mineirão, e o camisa 9 marcou os dois gols da virada que rendeu a vaga na decisão. Com seis bolas na rede, além de quatro assistências, ele participou de 40% dos gols alvinegros no torneio.

Duelo de hermanos

Nos bastidores, o centroavante tem travado um duelo particular com o compatriota Jesús Dátolo. Com 12 gols em 80 partidas, o camisa 10 é, atualmente, o estrangeiro que mais vezes anotou com a camisa alvinegra. Lucas Pratto aparece em segundo lugar, com 11 tentos, embora tenha entrado em campo apenas 21 vezes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário