18/08/2015

Contra tudo e contra todos, Galo!

Alisson Millo

Encerrado o primeiro turno do Brasileiro, o Galo é o segundo colocado, a quatro pontos do Corinthians, com direito a reclamação e polêmicas. Mas, deixando de lado a arbitragem, hora de analisar a trajetória alvinegra e as perspectivas para o futuro do time neste ano. Com 19 rodadas, além da Copa do Brasil, a disputar, o time tem de se mostrar cada vez mais forte para não desapontar a torcida, como em 2012.

           
Iniciando pelo setor defensivo, o time titular não tem problemas. Victor, Marcos Rocha, Léo Silva, Douglas Santos e Jemerson, em especial, vêm muito bem: 5ª melhor defesa, com 18 gols sofridos. Méritos também ao lateral-direito Patric, que, embora fora dos planos atualmente, teve bom desempenho quando acionado. No banco, Edcarlos e Tiago já mostraram que são confiáveis. Giovanni é ótimo reserva para Victor. Mas as opções para as laterais, especialmente a esquerda, com Pedro Botelho e Emerson Conceição, deixam a desejar.

Elenco atleticano comemora triunfo
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Rafael Carioca e Leandro Donizete, no meio-campo, são unanimidades. E Josué está sempre pronto para entrar e segurar um placar com toda sua experiência. Do meio para frente, o grupo tem muita qualidade, mas falta quantidade. Se Pratto, Giovanni Augusto e Thiago Ribeiro mantêm ótimos números, os demais ainda precisam mostrar mais - com ressalva a Luan, que volta de lesão, e cobrança extra a Guilherme, que pede titularidade e sequência, mas segue devendo.

Em sintonia com a massa

À exceção das últimas três partidas, o primeiro turno alvinegro foi muito bom. Tal como são as expectativas para a sequência da temporada, em especial para o Brasileirão. Disputar duas competições em alto nível soa improvável para um elenco numericamente limitado, mas jamais pode se desconsiderar os fatores raça e apoio da torcida, sempre decisivos. Nas arquibancadas, a massa tem dado show, lotando Arena Independência e Mineirão e empurrando o time.

Jogo do Atlético no Horto: dia de festa
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Como todo atleticano, torço contra o vento, contra a arbitragem, contra tudo e contra todos, mas jamais deixo de acreditar. Vai pra cima deles, Galo, traz esse Brasileirão na raça e na técnica que você já mostrou que tem. Nunca desista de bicar, bicudo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário