28/11/2015

Levir ainda é assunto no Atlético

Vinícius Dias

A opção de Levir Culpi por antecipar a saída do Atlético ainda não foi bem digerida nos bastidores do clube. Na última quarta-feira, o então técnico alvinegro se reuniu com Daniel Nepomuceno e recebeu sinalização de que não teria seu contrato renovado para a próxima temporada. Logo no dia seguinte, em entrevista coletiva, decidiu oficializar o encerramento de seu ciclo no clube. Ciclo que, na visão da diretoria, deveria ser fechado ante a Chapecoense, no Mineirão, na próxima semana.

Levir deixou o Atlético na quinta-feira
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Até mesmo o diretor de futebol Eduardo Maluf, defensor do trabalho do paranaense, se mostra desagradado com a decisão. O entendimento é de que, apesar do desgaste natural, era boa a relação entre Levir e elenco e não havia motivo para a decisão de não cumprir o vínculo até o fim desta temporada. O trabalho de 19 meses, que rendeu ao clube as conquistas estadual, da Recopa e da Copa do Brasil, com aproveitamento superior a 60%, foi o quarto no Atlético.

Três meses de negociação

Em agosto, quando o alvinegro liderava o Brasileiro, Levir Culpi chegou a receber oferta para antecipar a ampliação do contrato até o fim de 2016. Por meio de uma contraproposta, o treinador solicitou alguns ajustes e, desde então, as tratativas não avançaram. Apesar disso, Levir participou ativamente do planejamento para o próximo ano, definindo os nomes de atletas que serão reintegrados após empréstimo e data do recomeço dos trabalhos na Cidade do Galo, por exemplo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário