02/11/2015

Um olho em 2015, outro em 2016

Alisson Millo

Eu acreditei! Acreditei que o Galo seria campeão. Acreditei na palavra de Levir, de que não era preciso contratar. Acreditei que Edcarlos poderia ser titular. Que Jô, Maicosuel e Guilherme me desculpem. Peço perdão ainda a Cuca, técnico que sempre critiquei.


O pior não foi o revés por 3 a 0, acreditem. Quem não faz leva, acontece. Doeu mesmo ouvir entrevistas afirmando que o elenco era suficiente e que não havia necessidade de reforços mesmo após perder vários jogadores. Chega a dar calafrios, especialmente ao ver Cárdenas sendo tratado como solução, Patric improvisado no lado esquerdo, ou a insistência com Dodô, que até hoje pouco demonstrou.

Pratto: time alvinegro ficou no quase
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

A próxima temporada está batendo à porta. E o planejamento precisa ser iniciado. A diretoria tem de buscar pelo menos uma 'sombra' para Lucas Pratto, uma vez que Leonardo não tem sido sequer relacionado. Douglas Santos vem sendo regularmente convocado para a Seleção Olímpica, e é impossível depender de Emerson Conceição e Pedro Botelho, os reservas para a lateral-esquerda atualmente.

Mais mudanças

Eduardo, Danilo Pires e Tiago Pagnussat confirmam, semana a semana, o rótulo de figurantes e parecem incapazes de serem titulares do Atlético. A preparação para 2016 também passa por novas opções táticas, seja com Levir Culpi ou com um novo comandante, pelo fim da apatia em partidas importantes e, claro, pela retribuição ao atleticano, aquele que nunca se negou a acreditar.

Braços dados: hora de pensar em 2016
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Mas, enfim, o ano não acabou. E ainda vamos encarar São Paulo e Grêmio fora de casa. O G4 é a realidade por ora e, para ter um Natal tranquilo, o Atlético tem de fazer bons jogos contra esses dois gigantes. Nos outros jogos, Figueirense, Goiás e Chapecoense que me perdoem, mas um time que chega à 34ª rodada com chances de título, ainda que remotas, tem quase obrigação de somar nove pontos.

No próximo ano, mais uma vez, eu vou acreditar.

12 comentários:

  1. André Luiz Bianchi Arantes02 novembro, 2015

    Fiquei bestificado quando o Levir falou aquela frase antológica: "O elenco é bom e não preciso reforços! " Isso é algo que treinador nenhum jamais deve falar! Barcelona e Real Madri estão sempre a caça de reforços! O Atlético tem um bom elenco mas precisa de reforços como qualquer equipe, inclusive o Corinthians que já planeja trazer 2 ou 3! Não é atoa que vai ser o campeão!

    ResponderExcluir
  2. O Galo fez um primeiro tempo excelente. Depois do primeiro gol, não tinha que ter feito alteração nenhuma. Era só continuar jogando o que vinha jogando, Não precisa de todo este destempero. As nossas peças deficientes são conhecidas. Com pouca contratação resolve-se o problema. Levir quis se consagrar. Se as alterações que ele fez dessem certo ele seria considerado um gênio. Ele jogou para a imprensa.

    ResponderExcluir
  3. Primeiro passo e planejar as finanças do clube. Jogar jogos como estes no horto e rasgar dinheiro.

    ResponderExcluir
  4. Chega de horto, volta mineirão!

    ResponderExcluir
  5. Cuca ou Muricy Ramalho são os melhores nomes para 2016.
    Precisamos de técnicos vencedores, porque o futebol mostrado pelo Levir não aguenta nem o final do 1o semestre de 2016. Gosto dele, mas sua teimosia nos custou um bicampeonato brasileiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Do jeito que voce fala, parece que o atletico perdeu o campeonato. Na REALIDADE brother, foi o corinthians que ganhou o brasileiro. 4 derrotas contra 9 do galo. Derrotou o altletico 2 vezes. 4x0 no agregado. Doi mas e' a realidade. Eles tem melhor time. So' isto.

      Excluir
    2. desculpe não ti conheço mas discordo de vc,se levir fosse treinador do corintians e tite do galo,a esta altura o galo já seria campeão,e o corintians estava brigando pra não cair,quem era,arana,felipe,jadson,renato augusto,malcon,vagner love no começo do campeonato,um grupo de desacreditado,que tite trabalhou e deu no que deu,já com levir jogadores que faziam a diferença deixaram de fazer

      Excluir
  6. Siga o exemplo do Corinthians, perdeu Libertadores, Paulista e Copa do Brasil, mas, manteve o planejamento. Ganhar ou perder é do futebol, o galo apresentou neste campeonato brasileiro um excelente futebol junto com o Corinthias. Claro, para crescer tem conhecer os erros e levantar a cabeça.

    ResponderExcluir
  7. o atlético se acha mas na verdade é um time comum, vai brigar pelo terceiro lugar contra o SP e vai acabar em quarto.

    ResponderExcluir
  8. TIME OCO.Depois de 50 anos,deixei de torcer.Estou mais feliz agora.O time romântico de Levir é uma ilusão,o pragmatismo corinthiano provou isso.Sem um meio-campo reforçado,o time é fraco na defesa e inoperante no ataque.Chega de futebol e suas celebridades...

    ResponderExcluir
  9. O que as pessoas não estão comentando é o preparo físico da equipe do Galo, pois em todos os jogos o 2o tempo é sofrível. Quando o preparador físico era o Carlinhos Neves o Galo sobrava no 2o tempo. Já deu para o Levi e a sua equipe técnica, está é a verdade.

    ResponderExcluir
  10. O levir burro sem sorte pode ir embora urgente

    ResponderExcluir