23/02/2016

O abismo entre sonho e realidade

Vinícius Dias

Altos salários, carros de luxo e fama é a tríade dos sonhos de diversos brasileiros que almejam seguir carreira no futebol. Contudo, ao calçar as chuteiras e entrar na arena do futebol profissional, a realidade é bastante diferente. E há bem menos dinheiro em jogo. É o que destaca o Raio-X divulgado pela Diretoria de Registro e Transferência da CBF tendo como referência a temporada passada.

(Créditos: CBF/Divulgação)

Dos mais de 28 mil atletas registrados na entidade, 82,4% apresentaram faturamento inferior a R$ 1 mil por mês. Outros 13% receberam até R$ 5 mil mensais. Na contramão, apenas um jogador do futebol brasileiro teve, oficialmente, rendimento superior a R$ 500 mil.

2 comentários:

  1. o salario do jogador de futebol deveria ser igual a todos as outras profissões. ser estipulado um teto ai sim acabava com a desigualdade. o cara joga um porquinho mais acha que pode ganhar 100.000,00. salario de jogador não poderia passar dos 10,000,00 ta muito bom. pra jogar essa bolinha que jogam hoje.

    ResponderExcluir
  2. Comentário muito lúcido o da Grazielle!!Isso forçaria os caras terem mais dignidade em ter quer mostrar mais futebol a cada dia mais!!

    ResponderExcluir