07/03/2016


Na última semana, clubes da Primeira Liga formularam proposta
de criação de liga nacional para gerir Séries A e B; CBF analisará

Vinícius Dias

Formulada pelos clubes da Primeira Liga na última semana, a proposta de criação de uma liga nacional para gerir as Séries A e B será analisada pela CBF em breve. Nos bastidores, porém, interlocutores já se articulam para viabilizá-la. O plano é ter a Primeira Liga, que reúne 15 dos 40 clubes das duas principais divisões, como ponto de partida. O diálogo com um grupo de clubes da Série B, iniciado em 2015, pode abrir caminhos nas regiões Norte e Centro-Oeste. De forma paralela, há conversas preliminares com agremiações nordestinas.


"Sabemos dos assuntos que vêm sendo debatidos (pela Liga) e vemos como positivo (o contexto). Caso se desenvolva, vamos nos aproximar e tentar contribuir", destaca ao Blog Toque Di Letra o vice-presidente do Bahia, Pedro Henriques, confirmando o diálogo com membros da Liga. "A CBF tem um desgaste institucional. Cabe aos clubes buscarem os meios adequados para fazer com que os seus interesses sejam atendidos. Nós somos os protagonistas", completa.

Pedro, à esquerda, apresenta reforço
(Créditos: Esporte Clube Bahia/Divulgação)

As conversas com os clubes nordestinos, inicialmente, seguem um roteiro diferente do adotado em relação às equipes do Norte e do Centro-Oeste. Interessado no debate sobre uma liga nacional visando à organização das Séries A e B do Campeonato Brasileiro, o Bahia, por exemplo, dificilmente disputaria a Copa da Primeira Liga no primeiro semestre. "A princípio, não, porque também temos nossa copa regional já implementada", pondera o vice-presidente do tricolor.

Diálogo com Norte e Centro-Oeste

Por outro lado, o bloco da Série B, que reúne clubes como Atlético/GO e Paysandu, pretende participar da Copa - situação semelhante à do Goiás, cujo pedido foi feito antes do rebaixamento. A Primeira Liga, oficialmente, ainda não respondeu às solicitações. Nos bastidores, porém, a avaliação é de que o interesse dessas agremiações pode indicar uma abertura para a participação do eixo Centro-Oeste-Norte nos debates referentes à criação de uma liga nacional.

Paysandu pode disputar Copa em 2017
(Créditos: Fernando Torres/Paysandu SC)

A cúpula da Primeira Liga mantém a expectativa de que a liga nacional se torne realidade já a partir da próxima temporada. O sucesso da Copa da Primeira Liga, mesmo depois de a entidade ter enfrentado vários entraves na relação com a CBF e FERJ, além de divergências internas, serve como inspiração. "Na prática, (a liga nacional) depende só de uma coisa: a união dos clubes", pontua um interlocutor ao Blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário