18/07/2016

O erro como rotina no América

Vinícius Dias

"Para mim, o Sérgio Vieira teve o trabalho deliberadamente boicotado por essa minoria de maus atletas e também por alguns funcionários", afirmou Paulo Lasmar, um dos presidentes do América. Diagnóstico externado ao programa Meio de Campo, da Rede Minas, nesse domingo, após a sétima derrota em oito duelos sob o comando do português neste Campeonato Brasileiro - no geral, foi a nona em 15 rodadas. O discurso é de boicote. Incrivelmente, a vítima é a demitida.


Em pouco mais de um mês, o clube se rende à ciranda pela segunda vez. Erra de novo. A primeira vítima foi Givanildo Oliveira, o maior treinador da história do alviverde. Seis meses após garantir o acesso à Série A, perder referências do time e, mesmo sem reposições à altura, conquistar o título estadual depois de 15 anos, o pernambucano caiu logo na 5ª rodada. Na teoria, respaldo e a promessa de reforços. Na prática, apostas de sobra e demissão após a primeira sequência ruim.

Sérgio Vieira: demissão após 43 dias
(Créditos: Carlos Cruz/América FC/Divulgação)

Enredo bem semelhante ao da queda de Sérgio Vieira. Do anúncio, com o rótulo de português que reconhecia o fair play, à saída, nesse domingo, a distância foi de somente 43 dias. No período, dez jogos e pouco tempo e material humano para ajustar o time mais vezes derrotado, dono do pior ataque e ainda da pior defesa do Campeonato Brasileiro. Some-se a isso, considerando a declaração dada por Paulo Lasmar, uma possível falta de comprometimento de parte do elenco.

Com oito pontos, rumo ao terceiro técnico em 16 rodadas.
Mesmo quando parece próximo de acertar, o América erra.

5 comentários:

  1. Já achávamos isto há tempos, depois do jogo contra o São Paulo e principalmente contra o Santa Cruz, certeza total, dar nome aos que não honram a profisãso e nem ao América, sumir com eles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O time já pode ser considerado eliminado da série A. Aproveitamento de 19% nessa altura é fatal. Impressiona a incapacidade dos diretores em montar um time. Eles podem ser capazes em fazer negócios. Mas de administração de futebol eles são nulos...

      Excluir
  2. Sugiro fazer uma revisão da Diretoria do Clube: Incompetência total para a Série A; a Série B já está bom para essa turma de amadores. Imagina só: 5 contratados nesta semana e o Presidente diz que não sabe como eles vão chegar. A esta altura do campeonato vamos ter que engolir mais uma.

    ResponderExcluir
  3. Será que O América é um verdadeiro clube, composto de presidência, diretorias financeiras e técnica sobre futebol,funcionários, atletas e torcida ou uma simples repartição pública composta de pessoas descompromissadas com um futebol profissional? Se fizermos um levantamento, será que a maioria dos conselheiros e funcionários não torcem para o Galo e a Raposa?

    ResponderExcluir
  4. Cansado ... É sempre a mesma historia... Por mim Mandaria todos embora e colocaria a base em campo, e o Milagres de treinador... Ao menos ele gosta do America.

    ResponderExcluir