15/10/2016


Aos 46 anos, Edinho terá terceira chance como técnico; meta do
clube é chegar às semifinais do Mineiro e à Série D do Brasileiro

Vinícius Dias

Representante de Três Corações, terra natal de Pelé, na elite do Campeonato Mineiro, o Tricordiano definiu nessa sexta-feira seu treinador para a próxima edição do estadual: será Edinho, filho do Rei. O acerto foi confirmado pelo vice-presidente do clube, Rodrigo Germano. O novo comandante posou para foto ao lado de Leonardo Henrique, ex-zagueiro com passagens por Vasco e Atlético, hoje diretor de futebol do Tricordiano.


"A aposta no Edinho se deve ao que ele vem fazendo no interior de São Paulo nos últimos anos. O trabalho dele no Água Santa chamou nossa atenção. Unimos o útil ao agradável: é o filho do Rei, na terra do Rei", afirma Rodrigo Germano ao Blog Toque Di Letra. Sétimo colocado neste ano, o clube tem metas mais ousadas para a próxima edição. "Chegar às semifinais e classificar para a Série D", vislumbra o vice-presidente.

Edinho, ao centro, exibe camisa do clube
(Créditos: Clube Atlético Tricordiano/Divulgação)

O Tricordiano será o terceiro clube comandado por Edinho. Na década de 1990, o filho de Pelé teve curta carreira como goleiro, defendendo Santos, onde foi vice-campeão brasileiro em 1995, Portuguesa Santista, São Caetano e Ponte Preta. A primeira oportunidade como treinador surgiu em 2015, no Mogi Mirim. Entre maio e setembro deste ano, Edinho dirigiu o Água Santa, de Diadema, com 60% de aproveitamento na primeira fase da Copa Paulista.

Mais um capítulo em família

O acerto de Edinho com o Galo tricordiano reforça os laços da família com a cidade. A história teve início com o avô João do Nascimento. Mais conhecido como Dondinho, o centroavante nascido em Campos Gerais fez história com a camisa do Atlético de Três Corações - precursor do Tricordiano, fundado em 2007 - nas décadas de 1930 e 1940. Aos 23 anos, Dondinho teve o primeiro filho: Dico na infância, Pelé nos gramados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário