16/03/2017


Fred lidera artilharia entre jogadores dos clubes da elite nacional;
peça mais decisiva do time celeste, Sóbis participa de 38% dos gols

Vinícius Dias

Companheiros no Fluminense por quatro temporadas, Fred e Rafael Sóbis iniciaram 2016 separados por mais de oito mil quilômetros. Até que, em 08 de junho, Fred deixou o tricolor carioca para vestir a camisa do Atlético. 15 dias depois, Rafael Sóbis acertou a saída do Tigres, de San Nicolás de los Garza, no México, para defender o Cruzeiro. Em funções distintas, os dois tiveram números bem diferentes no primeiro semestre em Belo Horizonte. Neste ano, contudo, têm compartilhado o protagonismo.

Fred soma dez gols e duas assistências
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Líder da artilharia entre os jogadores dos 20 clubes da Série A, Fred soma dez gols em nove partidas pelo Atlético nesta temporada. O camisa 9, que balançou as redes em todas as competições disputadas, ainda contabiliza duas assistências no Campeonato Mineiro, de acordo com o Footstats. Com participação direta em 12 dos 25 gols - o equivalente a 48% - marcados pelo alvinegro até o momento, o teófilo-otonense ocupa a condição de peça mais decisiva do elenco na era Roger Machado.

Pratto e Ábila na reserva

Em grande fase, Fred ganhou a titularidade ainda sob o comando de Marcelo Oliveira, ora jogando ao lado de Lucas Pratto, ora tendo o argentino, que se transferiu para o São Paulo no último mês, como reserva. No Cruzeiro, após atuar pelos lados do campo em 2016, Rafael Sóbis se tornou concorrente de Ramón Ábila pelo posto de referência nesta temporada e, com mobilidade e gols, venceu a disputa. Mesmo saindo do banco, no entanto, o argentino segue decisivo: em oito jogos, já marcou seis vezes.

Sóbis: oito gols e três assistências
(Créditos: Washington Alves/Cruzeiro)

Artilheiro celeste em 2017, Rafael Sóbis balançou as redes oito vezes em 11 jogos oficiais. O camisa 7 ainda soma duas assistências no estadual e uma na Copa do Brasil, segundo o Footstats. Os números apontam participação direta em 11 dos 29 gols - o equivalente a 38% - marcados pela equipe. Curiosamente, antes de Sóbis repetir o feito contra o São Francisco/PA, Fred havia sido o único jogador a marcar quatro vezes pelo clube em uma partida da Copa do Brasil: em Cruzeiro 7x0 Sergipe, em 2005.

Fred - nove jogos em 2017:

Campeonato Mineiro: 7 jogos / 8 gols / 2 assistências
Copa da Primeira Liga: 1 jogo / 1 gol / 0 assistência
Copa Libertadores: 1 jogo / 1 gol / 0 assistência

Rafael Sóbis - 11 jogos em 2017:

Campeonato Mineiro: 6 jogos / 3 gols / 2 assistências
Copa da Primeira Liga: 1 jogo / 0 gol / 0 assistência
Copa do Brasil: 4 jogo / 5 gols / 1 assistência

3 comentários:

  1. Vinícius Dias, sua coluna não condiz com todos os fatos. Rafael Sóbis marcou mais quatro gols num amistoso (contra o Brasília-DF), portanto, o camisa 7 Celeste tem, na verdade 11 gols em 12 jogos com média de 0.91,6 gols por jogo. Você sequer mencionou tal amistoso. Por que não quis? Por que não se interessou? Ou por que não tinha conhecimento deste???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O texto e a forma de uso das estatísticas são claros, mas faço questão de ressaltar:

      "O camisa nove (Fred), que balançou as redes em todas as competições disputadas".

      "Artilheiro celeste em 2017, Rafael Sóbis balançou as redes oito vezes em 11 partidas oficiais".

      Amistoso, como o próprio nome diz, não é competição nem partida oficial.

      Excluir