25/05/2017

Evolução coletiva x erros individuais

Vinícius Dias

"Poucos times vão ganhar deles, e nós vencemos". Foram essas as palavras utilizadas pelo Paraná, nas redes sociais, para resumir a vitória sobre o Atlético: 3 a 2 no confronto de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, nessa quarta-feira, diante de mais de 19 mil torcedores no Couto Pereira. Casa cheia para o jogo mais importante da história recente do clube, e comemoração após o apito final. No reencontro depois de quase dez anos, o tricolor, da defesa sólida, levou a melhor diante do alvinegro, de ataque avassalador, em noite de gala.


O Atlético deu o recado logo aos três minutos: passe de Felipe Santana, finalização de Robinho, defesa do ótimo goleiro Léo Vieira. O gol saiu aos 8', com Elias, após cobrança de escanteio. Na 26ª partida no ano, era o 10º gol sofrido por um Paraná que desarmava bem, mas tinha dificuldades para construir as jogadas. O primeiro bom avanço foi interrompido com falta: cobrança de Guilherme Biteco, falha de Victor e empate aos 19'. O tricolor cresceu, passou a incomodar mais, mas o time de Roger Machado seguiu tendo e desperdiçando as melhores chances.

Paraná derrotou o Atlético por 3 a 2
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Panorama mantido na etapa final. Aos três, cabeçada de Fred, defesa de Léo. Aos 11', contra-ataque, de Cazares para Robinho, dele para o gol. Duro golpe que marcou o início da reação paranista. Felipe Alves deixou o banco de reservas para, na primeira participação, completar para as redes o cruzamento de Robson. Empate aos 19 minutos, virada aos 28', aproveitando os espaços oferecidos pelo Atlético: chute de Biteco, nova falha de Victor. Quinto triunfo do Paraná em nove jogos contra times da Série A, segunda derrota alvinegra em quatro dias.

Basta ao Atlético uma vitória no Horto, mas o alerta está ligado.
Os erros individuais superaram a evolução coletiva nessa quarta.

Um comentário:

  1. Como é medíocre este time do Atlético,todo ano é a mesma coisa começa mal em tudo e acaba mal no fim.Presidente faz um favor pra torcida acaba com esses velho nome não ganha mais jogo investe em jogadores novos.

    ResponderExcluir