25/07/2017

Cruzeiro terá sábado de articulação política

Vinícius Dias

A semana será movimentada para o Cruzeiro não apenas dentro de campo, com o confronto de volta das oitavas de final da Copa do Brasil contra o Palmeiras, nesta quarta-feira, no Mineirão, mas também nos bastidores. Conforme o Blog Toque Di Letra apurou, o próximo sábado marcará mais uma etapa dos trabalhos de articulação política das chapas que têm protagonizado a disputa pela sucessão presidencial.


Na sede campestre, um grupo de juristas - alguns deles conselheiros do clube - fará ato de apoio à chapa União - Pelo Cruzeiro, Tudo, encabeçada pelo empresário Wagner Pires de Sá. Segundo fontes ligadas à situação, o ato ocorrerá depois de os juristas terem tomado conhecimento do projeto da Fundação Educacional Cruzeiro Esporte Clube, que aliaria cultura, esporte e educação, tendo como público-alvo crianças a partir de seis anos.

Wagner e Sérgio encabeçam as chapas
(Créditos: Wagner Pires/Sérgio Santos/Divulgação)

Um encontro na residência de Zezé Perrella em Belo Horizonte reunirá apoiadores da chapa Tríplice Coroa. Internamente, o evento é apontado como um termômetro da aceitação por parte do Conselho do projeto encabeçado pelo advogado Sérgio Santos Rodrigues, ex-superintendente de futebol do clube, e deverá abrir caminho para a intensificação da presença do senador na agenda da chapa. São esperados cerca de 200 nomes.

Conselho é foco da ala italiana

As eleições do Conselho Deliberativo, que devem ocorrer em novembro, um mês após a definição do próximo presidente do Cruzeiro, são tratadas como prioridade pela bancada italiana. A tendência é de que seja lançada uma chapa com vários sócios-torcedores que também são associados do clube concorrendo às cadeiras de associados conselheiros para o triênio 2018/2020. O assunto foi discutido em reunião na última sexta-feira.

3 comentários:

  1. Acho que era hora do José Lemos assumir a PRESIDÊNCIA. Durante décadas, Lemos foi o grande ARBITRO de tudo que aconteceu no Cruzeiro. Independente, nunca pleiteou a PRESIDÊNCIA. Sempre soube ficar longe dos holofotes para o bem do Cruzeiro. Agora, acho que não tem ninguém capaz de apaziguar o ambiente. Só o Lemos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respeito sua opinião e respeito muito também José Lemos,que todo cruzeirense reconhece seus grandes serviços prestados ao Cruzeiro.Mas na minha modesta opinião, hoje para ocupar a presidência do Cruzeiro demanda 24 horas e um desgaste grande em todos sentidos.Precisamos de um presidente mais jovem.

      Excluir
    2. Concordo com o Júlio e faço uma ressalva: Lemos exerceu sim a presidência do clube. Por pouco tempo, mas exerceu. Foi em 1954.

      Excluir