19/10/2017


2º Encontro Europeu dos Consulados do Galo reunirá 200 torcedores
em Portugal; repertório inclui hino e samba que virou 'hit alvinegro'

Vinícius Dias

"Honramos o nome de Minas no cenário esportivo mundial", destaca o hino do Atlético. Muito além de um dos versos mais entoados nas arquibancadas durante os jogos, a torcida alvinegra demonstra no dia a dia que a paixão é capaz de superar fronteiras. Mais um exemplo será dado no próximo dia 28, em Lisboa. A capital lusitana sediará o 2º Encontro Europeu dos Consulados do Galo. "A expectativa é de cerca de 200 pessoas, vindas de todos os cantos do mundo", afirma Thiago Lisboa de Oliveira, líder do consulado Portugalo e organizador do evento, ao Blog Toque Di Letra.


Com ingressos custando € 25, com direito a jantar, bebidas e cachecol exclusivo, o encontro europeu contará com a presença de personalidades como Rodolfo Gropen, presidente do Conselho Deliberativo do clube, e o jornalista Frederico Bolivar. "A ideia inicial era uma festa-jogo. A atração principal seria a partida contra o Botafogo, que foi adiada para o dia 29. Entretanto a festa segue. Vamos ter o show da banda Imigrasamba, que já tem Vou festejar, de Beth Carvalho, e o hino do Atlético na ponta da língua", comenta Thiago. O evento começa às 20h do horário local.

1º Encontro Europeu, em Barcelona
(Créditos: Consulados do Galo/Arquivo)

A mobilização do Portugalo teve início logo após a primeira edição, em outubro passado, em Barcelona. "Os outros seis consulados do Galo na Europa ajudam no que é possível, os demais mundo afora na divulgação", detalha, relembrando o surgimento da ideia. "Começou quase que em tom de brincadeira. Sabíamos das dificuldades, viagens, fuso-horário, mobilização em vários países. Um dia resolvemos fazer na raça e decidimos que o Madrugalo assumiria a missão por ser o mais antigo do continente. Esperávamos cerca de 20, 30 pessoas e foram mais de 50. Memorável".

Conexão atleticana mundo afora

Iniciado em 2015, tendo como base reuniões de torcedores que, em alguns casos, já ocorriam desde 2001, o projeto dos consulados do Galo marca presença em 36 cidades brasileiras e 16 países. "É o Atlético sem fronteiras. Formamos a maior e melhor rede mundial de interação e relacionamento de um clube de futebol brasileiro", garante Custodio Pereira Neto, uma das principais lideranças. No último ano, cerca de dois mil encontros reuniram 50 mil atleticanos em quatro continentes. "Não basta exibir os jogos. É preciso receber e tratar muito bem todas as pessoas".

Final do Mineiro agitou o Portugalo
(Créditos: Consulados do Galo/Arquivo)

Na Europa, há sete consulados: CoqFou (Paris), DeutschGalo (Frankfurt e Munique), Galo Dublin, Galondres, Madrugalo (Barcelona), Noruegalo (Oslo) e Portugalo (Lisboa), que se mobiliza a partir de um grupo de whatsapp com mais de 140 membros. "A média é de 30 pessoas por encontro. Fazemos 20, 25 por ano", destaca Thiago. Sem ponto fixo, o consulado circula por três locais para assistir os jogos no fuso lisboeta, hoje três horas à frente do belorizontino. "Não é fácil, mas vale a pena. Reunimos mais de 80 na final do Mineiro. A alegria no sorriso de todos é o que nos move".

Nenhum comentário:

Postar um comentário