13/11/2017

Dirigentes italianos em Cruzeiro x Fluminense

Vinícius Dias

Entre os quase nove mil presentes no Mineirão nesse domingo, na vitória do Cruzeiro por 3 a 1 sobre o Fluminense, estavam dois representantes de equipes italianas: Giovanni Rossi, diretor esportivo do Cagliari, e Valentino Angeloni, chefe do departamento de scouting da Atalanta. A dupla veio à capital mineira com o objetivo de observar atletas e estreitar o relacionamento com o clube celeste, Palestra Itália até 1942.


Os dirigentes assistiram à partida em um camarote do Gigante da Pampulha, acompanhados de Anísio Ciscotto Filho, vice-presidente da Associação de Cultura Ítalo-Brasileira de Minas Gerais - Acibra/MG e membro da bancada italiana do Conselho celeste, e do ex-volante Bernardo Silva, que defendeu a seleção brasileira nos anos 1980. "Eles quiseram vir e me contataram", disse Ciscotto, em rápido contato com o Blog Toque Di Letra.

Ciscotto, Silva, Rossi e Angeloni em BH
(Créditos: Arquivo Pessoal/Anísio Ciscotto Filho)

Atualmente empresário, Bernardo Silva tem bom trânsito no mercado italiano. Além de representar o lateral-direito Bruno Peres, da Roma, o paulistano intermediou várias transferências de atletas brasileiros para o Calcio nas últimas temporadas e, mais recentemente, apresentou o nome do jovem zagueiro Murilo, do Cruzeiro, a clubes do país. A indicação culminou em uma proposta já recusada pela nova diretoria celeste.

Currículo dos dirigentes italianos

Antes do Cagliari, Rossi foi diretor esportivo do Sassuolo e gerente da base da Juventus. Já Angeloni, apontado como um dos principais descobridores de talentos da Itália, teve passagens por Udinese, Fiorentina e Internazionale, além do inglês Sunderland, e está por trás da trajetória de nomes como Allan, Cuadrado, Zielinski e Icardi no país. A dupla embarca nesta segunda-feira para Chapecó, onde assistirá a Chapecoense x Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário