08/02/2018

Oswaldo, Cuca e as interrogações do Atlético

Vinícius Dias

Bela jogada individual de Roger Guedes, defesa do goleiro Rafael Barrios, gol de Erik no rebote aos 43 minutos do primeiro tempo. 1 a 1 que serviu ao Atlético diante do motivado, mas limitadíssimo, xará acreano na noite dessa quarta-feira. Classificação, assim como a do Coritiba contra o Parnahyba/PI, explicada pelo regulamento bizarro da Copa do Brasil: o pequeno é obrigado a vencer. Sofrimento explicado pela falta de ideias e de organização que se traduziram na insistência em bolas longas.


O duelo com a URT, no domingo, já havia ganhado contornos de drama: o Atlético teve 60% de posse de bola, de acordo com o Footstats, mas a dificuldade na construção significou apenas quatro finalizações certas. No Acre, alternância na posse, com os donos da casa imprimindo velocidade e o alvinegro entregue ao acaso. Some-se a isso a coletiva construída em cima de um resultado que nem existiu e o empate com o Patrocinense após abrir 2 a 0, com um a mais e três substituições aos 40'.

Oswaldo inicia temporada sob pressão
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Com Cuca no mercado, diante de um início de temporada abaixo do que o próprio Atlético produziu na reta final de 2017 e de um discurso que vai do nada a lugar nenhum, é entendível que o torcedor tente ligar os pontos. Mas a busca por soluções aponta novas perguntas. O que o clube espera de Oswaldo de Oliveira? Qual é a expectativa para a temporada? Com este elenco, de Roger Guedes, Erick e Arouca, que perderam espaço no Palmeiras durante sua passagem, o que a volta de Cuca significaria?

Em meio a diversas interrogações, há somente uma certeza:
Titular ou reserva, em 2018, o Atlético ainda não é um time.

4 comentários:

  1. volta cuca por favor e faça uma limpeza iuri, patrick samuel xavier, leo silva velho um bom banco. gabriel fraco zagueiro baixo um bom Reserva tbm. traz um camisa 10 urgente de nome uregente. e vende casares pra china 8 milhões de euros Rapido antes que desistam , vendo que estão contratando gato por lebre. devolvam meu galo cuca kaliu e jogadores e outra cade a torcida quem nem vai mais no ct cobrar .? ta esperando o time cair de novo . mais uma vez devolvam meu galo 2012 a 2014

    ResponderExcluir
  2. Ter dificuldade para ganhar de um time da série C mostra que este ano o Galo não ganha nem o Mineiro. Time fraco e técnico péssimo!

    ResponderExcluir
  3. Cadê a vergonha na cara, cadê a dignidade, cadê o caráter? O Futebol do GALO nós sabemos que está no lixo ah muito tempo. Mas o time esta sem comando a muito tempo. Jogadores jogando espaçados e se esquivando da Bola. Sem aproximações e perdidos igual cachorros quando cai da mudança. Antes de pensar em construir um campinho, é melhor construir um time.

    ResponderExcluir
  4. Esse sim é o verdadeiro time do Atlético de Vespasiano que eu conheço... Kkkkk

    ResponderExcluir