11/05/2018

Artilheiro, Ricardo Oliveira fica perto de bônus

Vinícius Dias

Goleador do futebol mineiro nesta temporada, Ricardo Oliveira tem tido motivos de sobra para comemorar nos primeiros capítulos da passagem pelo Atlético. O centroavante, de 38 anos, já balançou as redes 11 vezes em 24 jogos, entre Campeonato Mineiro, Copa do Brasil, Copa Sul-Americana e Campeonato Brasileiro. Apenas dois gols a menos do que assinalou em todo o ano passado: foram 12 em 40 partidas pelo Santos.

Camisa 9 só ficou fora de cinco jogos
(Créditos: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Em número de gols, o camisa nove do Atlético igualou seu melhor início de temporada desde o retorno aos gramados brasileiros, em 2015. Naquele ano, Ricardo Oliveira marcou 11 de seus 37 tentos até o dia 05 de maio. Em 2016, foram seis, contra apenas três em 2017. Mais do que isso: em número de jogos no período, o paulistano já bateu o recorde. Foram 19 apresentações em 2015, 14 em 2016 e 11 na temporada passada.

Fixo inferior ao último contrato

Mantendo a média, o centroavante vai superar, em breve, as metas individuais definidas no contrato com o Atlético - número de jogos e gols -, garantindo bônus. Conforme o Blog Toque Di Letra antecipou em dezembro, a proposta apresentada pela diretoria ao staff de Ricardo Oliveira tinha valores fixos inferiores aos que eram desembolsados pelo Santos, mas prevendo reajuste automático baseado no desempenho.

2 comentários:

  1. Joga muita bola. Tirando o fato que quanto mais jogar, se destacar e fazer gols ganhará o bônus (aumento de salário), a torcida reconhece o grande futebol que tem.

    ResponderExcluir
  2. Ricardo Oliveira é gente boa e bom jogador. O Galo estava precisando mesmo de um matador, no bom sentido, é claro.

    ResponderExcluir