10/08/2012

Torcedores do ouro!

Vinícius Dias

É ouro? Parabéns! Assim, nós brasileiros tratamos o esporte nacional. Um triste retrato. Reducionista demais para quem acaba de bater a marca de 100 medalhas na história das disputas. Os vizinhos Estados Unidos, por exemplo, têm mais de 90 apenas em 2012. Claro, investimentos em novos valores e sucesso, são grandezas - quase - proporcionais. E o Brasil investe menos.

Porém, como questionar dirigentes se mal conhecemos os atletas? Se nos lembramos de judô a cada quatro anos? Se conhecemos o taekwondo no dia em que destacamos o insucesso (ou sucesso?) do operário Diogo Silva? E se questionamos a qualidade do tri-medalhista Emanuel, do vôlei de praia? Ê, Brasil! Que questiona Cielo, ouro em Pequim, pelo bronze em Londres. Qual futuro queremos?

À caça dos porquês

Ótimos talentos nos decepcionaram, óbvio. Mas o que há de anormal? O futebol, enormemente celebrado e pentacampeão do planeta, jamais nos brindou com o ouro olímpico. Enquanto - os incógnitos - Sarah Menezes e Arthur Zanetti puseram no peito a medalha inédita em suas competições. Ainda podem vir mais. A participação em Londres tende a ser a melhor da história tupiniquim.

O comportamento dos torcedores como anfitriões no Rio, em 2016, preocupa. Imagine-os vaiando seus compatriotas. Ou pior, pense na possibilidade de serem deselegantes com os adversários. Não, não é possível. O brasileiro vai respeitar e entender, sobretudo, que o participante olímpico é, por si, um vencedor.

Tomara, entenda! Pois a mentalidade, hoje, é deplorável.
No tom de: glórias cabem ao país e fracasso aos atletas.

Torcedores de (ou do?) ouro!

2 comentários:

  1. Fantastico o texto,é a mais pura realidade!!!
    Torcedor brasileiro nesse ponto é hipócrita e mediocre,não sabe do esforço que é competir em uma olimpiada,durante quatro anos só sabem falar em futebol,ai chega a época de uma olimpiada vem querer cobrar por uma medalha de ouro?
    Infelizmente a cultura do brasileiro é voltada só pro futebol,um exemplo pratico disso é quando em minha época de escola o professor de ed.fisica tirava uma bola que não fosse a de futebol a maioria não assistia a aula,ou seja para outros esportes darem certo falta não só o incentivo do governo,mas o interesse da população oque é muito dificil pois teria que mudar a cultura de um povo!!

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente com o autor. No Brasil, faltam seriedade, planejameto e recursos financeiros de vulto. Falta educação também ao povo que precisa aprender valorizar a prata, o bronze, o vice, o terceiro colocado. No quesito educação, a imprensa tem muita responsabilidade, pois é a primeira a desmerecer o que não é ouro, primeiro lugar. Tenhamos todos mais responsabilidades na emissão de opiniões!

    ResponderExcluir