13/08/2019

Por que Ceni, e não Dorival ou Abel no Cruzeiro?

Vinícius Dias

Rogério Ceni é o novo treinador do Cruzeiro. Contratação anunciada quatro dias após a queda de Mano Menezes. Que, pelo menos na avaliação de parte da cúpula celeste, já deveria ter ocorrido na pausa para a Copa América - curiosamente, a insatisfação cresceu depois da derrota para o Fortaleza, à época comandado por Ceni. Naquele momento, no entanto, pesou a expectativa, encabeçada pelo diretor de futebol, de que o gaúcho desse novos rumos à equipe durante os 29 dias sem jogos.

Ceni no desembarque em Belo Horizonte
(Créditos: Alisson Guimarães/Cruzeiro E.C.)

Mas, desde então, o Cruzeiro acompanhava com mais atenção o trabalho do ex-goleiro do São Paulo. É essa a explicação para que Dorival Júnior, nome mais citado por conselheiros desde que Mano Menezes entregou o cargo pela primeira vez, após a derrota para o Atlético, tenha recebido apenas uma sondagem sobre a possibilidade de retornar à Toca da Raposa II. E para que Abel Braga, também apoiado por alas influentes do Conselho, sequer tenha sido contatado pela diretoria estrelada.

A sinalização de que Dorival Júnior exigiria contrato pelo menos até o fim da próxima temporada foi a senha para que o clube ratificasse a preferência por Rogério Ceni. Nos bastidores, o entendimento é de que, mais do que de nomes, a ruptura deveria ser de estilos: Rogério Ceni promete o futebol ofensivo que, embora vitorioso, Mano Menezes não entregou. O novo treinador chega vislumbrando o hepta da Copa do Brasil e tendo a promessa de autonomia para ajustar o elenco à sua filosofia.

12 comentários:

  1. Excelente nome. Veio na hora certa!
    Ele tem tudo para dar certo no cruzeiro (e dará).
    Ele terá em mãos um bom elenco e uma boa base para explorar.
    Será o novo Mano Menezes em relação ao tempo contratual (3 anos de comando será pouco para o Rogério aqui no Cruzeiro).
    Boa sorte, Rogério Ceni, e, como diz o ditado, "Leão anda com Leão", assim, venha andar com o Cabuloso.

    ResponderExcluir
  2. Rogério é uma aposta. Caso não dê certo pode significar o rebaixamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente, alto risco essa contratação e sinceramente nao espero nada demais. Esse ano virou totalmente, e por incrível que pareça não cair é o grande alento.

      Excluir
    2. Só nos testa torcer para não cair e para que o time sem nome, as lurdinhas, não fiquem entre os primeiros.....

      Excluir
  3. Eu queria o Dorival Júnior, mas depois de tudo que vi e li hoje, percebi um comportamento alegre, profissional e promissor. Sempre achei o Rogério um pouco arrogante, mas pelas palavras de hoje, acredito que o jogo lulguei mal. Acredito na virada do cabulodo!

    ResponderExcluir
  4. Técnico principiante com elenco cheio de "cobras" e envelhecido? Sei não mas acho que vai dar ruim...MARIAS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A maçã fora do seu alcance "tá podre"? Kkkk... Tenta disfarçar melhor a inveja, que tá passando vergonha em público...

      Excluir
  5. Parece bom técnico. Moderno e motivador. Espero que motive os ex-atletas em atividade do Cruzeiro ou os coloque no banco.

    ResponderExcluir
  6. Estou com o Fred, considero o Ceni excelente escolha e confio que será vitorioso e longevo. E após tudo já ocorrido neste ano, seria um lindo acordar de pesadelo ver o Cruzeiro sair vitorioso desta semi e conquistar a sétima COPA do Brasil, recuperando no Brasileiro e plantando para um 2020 ainda mais vitorioso e organizado administrativamente.

    ResponderExcluir
  7. Se os jogadores veteranos apoiar o Rogério Cene, eu acredito que dará certo contudo, se esses veteranos fizerem "beicinho" ele não irá longe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se os veteranos fizerem "beicinho", os veteranos vão rodar. Todo mundo já viu como eles estão jogando. Ceni fica.

      Excluir
  8. Estamos muito confiantes em RC e que nos devolva aquele futebol sempre envolvente e prá frente.

    ResponderExcluir