05/05/2014

Kalil, o centralizador...

Vinícius Dias

"Eu sou o ícone da estupidez no ano, a culpa é minha", afirmou Alexandre Kalil, na quinta-feira, após a eliminação alvinegra na Libertadores de 2014. Em entrevista à Fox Sports, o presidente do Atlético confirmou a postura que, nos últimos meses, tem sido motivo de críticas entre alguns de seus apoiadores: a centralização administrativa.

Segundo apurou o Blog Toque Di Letra, entre os dois argumentos mais citados estariam a demissão de Paulo Autuori - horas antes de anunciar a contratação de Levir Culpi, Kalil, do Brasil, ordenou que Maluf demitisse o treinador ainda na Colômbia - e o anúncio 'prematuro' da contratação do atacante Nicolas Anelka.

Eleições do clube

Carta fora do baralho nas eleições de dezembro, quando será escolhido o presidente do clube alvinegro para o triênio 2015/2017, Kalil planeja, nos bastidores, uma espécie de 'coalizão' entre dois dos seus mais influentes caciques políticos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário