01/09/2015

A dança dos números na Toca

Vinícius Dias

Na teoria, agosto seria mês de recuperação no Cruzeiro. Na prática, foi o mês do vexame, com uma vitória em oito jogos. E Luxemburgo deixou a Toca II, após 19 partidas, com 36,8% de aproveitamento. Trabalho mais curto e com pior desempenho desde a volta ao Brasil após deixar o Real Madrid, em dezembro de 2005.


O substituto, recém-contratado, é Mano Menezes. O técnico, campeão no Corinthians e no Grêmio, e que teve passagens regulares na seleção e no Flamengo, chega a BH após um período de estudos. Traz o conceito de planejamento em longo prazo - pelo contrato até 2017 -, mas indica um cenário positivo para o presente.

Mano Menezes estreia neste domingo
(Créditos: Rafael Ribeiro/CBF/Divulgação)

Mesmo seu pior trabalho - no Flamengo, de junho a setembro de 2013, com 50% de aproveitamento - seria suficiente para evitar o tão temido rebaixamento. Considerando a estreia neste domingo, Mano comandará a equipe em 16 jogos. Repetir o aproveitamento do rubro-negro significaria somar mais 24 pontos.

No atual formato, nunca um time que somou 46 pontos caiu.
Na dança dos técnicos e números, a Raposa fez boa escolha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário