19/09/2015

Evolução, ainda que tardia!

Douglas Zimmer

Salve, China Azul!

O torcedor estrelado vive um mix de emoções. Desde que Mano Menezes assumiu o comando técnico, as esperanças de ver o Cruzeiro em situação melhor na tabela de classificação ressurgiram. No entanto, os resultados não têm vieram conforme o esperado. Nas duas últimas partidas, ambas como mandante, dois empates frustrantes que fizeram com que o time continuasse na 'zona da confusão'.


Contra o Atlético, o torcedor foi ao Mineirão e empurrou a equipe durante os 90 minutos, mas viu a vitória escapar entre os dedos no fim do jogo, com o gol de empate marcado pelo alvinegro e com o pênalti perdido por Willian. A atuação da equipe, apesar disso, havia sido razoavelmente boa, dando sinais de que, enfim, havia superado os momentos turbulentos de outrora.

Willian: protagonista do clássico
(Créditos: Fred Magno/Light Press)

Diante do Vasco, mesmo saindo atrás no placar, o time buscou a virada - cenário extremamente raro em 2015 - e se manteve em vantagem até os minutos finais da segunda etapa. O novo empate tardio foi um banho de água fria nas pretensões do time e da torcida. O sentimento que fica é de que basta um pouco mais de concentração para deixar, automaticamente, essa região incômoda. Será mesmo?

Confrontos diretos

De que o time vem jogando melhor, não tenho dúvidas. O tempo que foi perdido em tentativas desastrosas foi crucial para colocar o Cruzeiro no olho do furacão e o que resta é trabalhar para que, com a volta do bom futebol, os resultados acabem aparecendo e possamos planejar um 2016 melhor. E, para isso, o Cruzeiro sacode a poeira e vai até Santa Catarina neste domingo enfrentar a Chapecoense.

China Azul dá show nas arquibancadas
(Créditos: Washington Alves/Light Press)

O cruzeirense se vê na aflição por um resultado positivo, sabendo que o time aparenta estar mais coeso, apesar de ter conquistado somente dois dos últimos nove pontos disputados. Amanhã, a disputa será contra um rival direto. Aliás, a sequência que está por vir é de suma importância, já que depois do time de Chapecó, a Raposa recebe o Coritiba, que também quer se afastar da parte de baixo da tabela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário