27/07/2016

Atlético em busca de identidade

Alisson Millo*

Nosso querido editor-chefe publicou, no início desta semana, uma análise sobre o jogo entre Palmeiras e Atlético, mencionado a alta rotatividade de jogadores nos elencos de ambos os clubes como exemplo para explicar o cenário atual do futebol nacional. Falando especialmente do Galo, agora, a verdade é que parece que nunca temos um time pronto. Ajustes e busca por evolução têm sido constantes.


Para isso, não é preciso ir longe na história. Apenas neste ano, o time já mudou a cara várias vezes, seja por lesões, suspensões, convocações ou opções técnicas. Entra Cazares, sai Cazares, três ou dois volantes, Patric em todos os setores do campo, tenta esse, experimenta aquele. A colcha de retalhos atleticana chegou a ter Uilson como titular no gol, devido às lesões simultâneas de Victor e Giovanni. De Aguirre a Marcelo Oliveira, o time segue em busca de identidade.

Três volantes e três pontos no domingo
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Com a chegada de Marcelo, a tendência era de que o habitual 4-2-3-1 se afirmasse. Mas nem sempre funcionou, até que o craque Cazares voltou a ficar à disposição. A lesão dele, aliada às ausências de Dátolo e, por ora, Otero, põe a formação em dúvida, porém. Assim o treinador foi para São Paulo e, contra o líder Palmeiras, adotou nova aparência: Lucas Cândido e três volantes foram as novidades. No fim, deu certo: o time voltou a BH com três pontos importantíssimos na bagagem.

Com o apoio do torcedor

Com a certeza de que a vaga na próxima Copa Libertadores é obrigação, ficamos na torcida para que o time encontre rapidamente a tal cara. Mais que isso: que ela seja bonita, para que a massa possa comemorar algum título ainda neste ano. Os investimentos foram feitos e as peças estão aí. Marcelo Oliveira tem tudo para fazer o Galo tomar forma e somar títulos. Como atleticanos, vamos, mais uma vez, acreditar. 

*Jornalista. Corneteiro confesso e atleticano desde 1994.
Goleiro titular e atual capitão da seção Fala, Atleticano!

Nenhum comentário:

Postar um comentário