24/06/2014

Nos EUA, de olho no Brasil

Douglas Zimmer

Salve, China Azul!

Apesar de todo o país ligado na disputa do maior torneio de futebol entre seleções do planeta, a Copa do Mundo Fifa, a Raposa não ficou parada e busca, nesta intertemporada, aprimorar, aparar e enxugar seu elenco. Tal como no último ano, na ocasião da disputa da Copa das Confederações, mais ou menos neste período do calendário, o clube estrelado programou uma viagem aos Estados Unidos.


A receita deu muito certo em 2013 e, se tudo correr dentro do esperado, tem tudo para funcionar de novo. Além de servir para as partes técnica e tática, o retiro futebolístico em terras americanas serve, ainda, para isolar jogadores e comissão técnica do agito que estamos vivenciando no Brasil. Com a excursão, a programação de treinos e jogos é facilitada e, mais do que isso, há tempo para que os recém-chegados comecem a se entrosar com o restante da equipe.

Marlone: três gols, domingo, no amistoso
(Créditos: Matthew Healey/Light Press/Textual)

As três novidades do time celeste viajaram junto com o grupo e já estão trabalhando. Manoel, ex-Atlético/PR, Marquinhos, ex-Vitória, e Neilton, ex-Santos, são os reforços que a diretoria trouxe neste meio de temporada. Essas três contratações - aliadas à provável permanência de Willian - dão mostras de que o Cruzeiro reúne as condições necessárias para continuar brigando pelo título que defende e, mais do que isso, construir um plantel para disputar a Copa do Brasil.

Uns vão, outros vêm

Quanto à saída de atletas, o certo mesmo é que Luan não faz mais parte dos planos do técnico, e que Wallace deve, de fato, ser negociado. Dadas as circunstâncias, são dois nomes que devem sair sem grande impacto na produtividade celeste. As reposições estão aí, e a máquina não deixará de funcionar com as saídas.

Manoel e Marquinhos estrearam domingo
(Créditos: Matthew Healey/Light Press/Textual)

Voltando ao que interessa: a bola rolando. No último domingo, o Cruzeiro fez o primeiro da série de amistosos nos EUA e venceu por 5 a 1. Gols de Marlone (três), Júlio Batista e Manoel. Foi uma ótima oportunidade, assim como as partidas que estão por vir, de Marcelo Oliveira observar alguns jogadores que não vêm tendo a tranquilidade de entrar para mostrar seu potencial. São casos como o de Marlone, que vem sofrendo com algumas críticas da torcida, mas que, com certeza, tem condições de render muito mais do que mostrou até aqui.

Confira a agenda nos EUA:

24/06 - Cruzeiro x Miami Dade/EUA - 21h
27/06 - Cruzeiro x América/MEX - 21h30
03/07 - Cruzeiro x Tigres/MEX - 22h
06/07 - Cruzeiro x Chivas/MEX - 22h

Nenhum comentário:

Postar um comentário