30/08/2014


Campeão brasileiro em 2013, volante percorre caminho de
sucesso, sonha com seleção e se torna exemplo para a base

Vinícius Dias

A cada vez que Lucas Silva tocava na bola durante o treino, Miguel Vieira Borges, de 54 anos, e Leandro Silva Borges, de 24, exibiam a expressão sorridente. Próximos a um dos campos da Toca da Raposa II, pai e irmão do camisa 16, respectivamente, tinham a certeza de que o velho sonho se tornara realidade. "É uma satisfação ver um jogador de 21 anos, vindo de base e já campeão brasileiro. Muitas vezes emociona", destaca Miguel, pai do volante que, na próxima semana, se apresenta ao treinador Alexandre Gallo, da seleção sub-21.


Com 71 partidas e quatro gols anotados com a camisa celeste, Lucas Silva foi um dos principais nomes do elenco tricampeão brasileiro na temporada passada. "Cheguei ao Cruzeiro em 2007 (na equipe pré-infantil) e disputei praticamente todos os torneios de base, inclusive alguns fora do país, nos quais pude me preparar bem para chegar ao profissional em 2012", conta ao Blog Toque Di Letra.

Lucas Silva em ação diante do Palmeiras
(Créditos: Marcello Zambrana/Light Press/Textual)

Lucas destaca que, apesar da distância, o apoio do pai é um dos pontos-chave para o sucesso. "Meu pai foi fundamental, sempre me incentivando, dando bons conselhos". Na última semana, Miguel, que reside em Goiás, aproveitou a folga decorrente do período de entressafra agrícola para vir a Belo Horizonte. "Sou muito apegado à minha família. Com eles por perto, me sinto muito confortável e seguro", argumenta o volante, que é um dos xodós da torcida azul.

Presença da família

Miguel veio acompanhado do filho Leandro, de 24 anos, um dos principais incentivadores de Lucas Silva. "Tudo começou aos seis anos, nos campos de Bom Jesus de Goiás", rememora. Nem mesmo o tempo enfraqueceu a boa relação entre os dois. "Em casa, ele é um irmão como os demais. Nós temos nossas brincadeiras e momentos de descontração, mas prevalece a seriedade dele", pontua. Fora de campo, Leandro engrossa a torcida pelo sucesso do volante.

Irmão Leandro, ao lado do pai, Miguel
(Créditos: Vinícius Dias/Blog Toque Di Letra)

No último domingo, por exemplo, familiares de Lucas Silva foram ao Serra Dourada, em Goiânia, para acompanhar a partida entre Goiás e Cruzeiro, válida pela 17ª rodada do Brasileirão. "Sempre que nós podemos, viemos incentivar. Ele tem se preparado bem. A seleção sub-20 foi uma realidade. Agora é a sub-21", comemora Miguel.

Grupo competitivo

Feliz com a lembrança do técnico Alexandre Gallo, Lucas prefere destacar o bom momento no clube a projetar o futuro na Europa. "Aqui no Cruzeiro, jogo em um grupo competitivo, entramos em todas as competições para brigar pelo título, além do ótimo ambiente de trabalho", pontua, sem, no entanto, esconder o sonho de chegar à seleção principal. "Sei muito bem que para isso tenho que estar bem aqui no Cruzeiro", acrescenta o camisa 16 ao Blog Toque Di Letra.

Lucas: exemplo para a base celeste
(Créditos: Washington Alves/Vipcomm)

Motivo de alegria, a ótima fase do meio-campista é tratada como exemplo para os atletas da base celeste. "O Lucas é bom caráter, bom de escola e bom de bola. É o pacote completo, o que a gente busca para espelhar os meninos", afirma Bruno Vicintin, superintendente das divisões de base do Cruzeiro. "O jogador não precisa apenas ser bom em campo. Ele tem que ter postura", completa.

5 comentários:

  1. Pq camisa 18????? Tô cega e enxerguei 16 no último jogo da Copa do Brasil ou ele mudou o número da camisa?

    ResponderExcluir
  2. A matéria ficou ótima, mas troquem a camisa 18 pelo 16, que é a que ele veste! Mas o resto tá de parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  3. Pricis e Maria Fernanda,

    Agradeço pela leitura e pela percepção.
    Acabei de fazer a correção.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Ele tá como camisa 18 ainda?? 18 é o Marcelo Moreno. A matéria ficou ótima mas façam a correção.

    ResponderExcluir
  5. Adorei a matéria, amo o Lucas, sou muito fã dele e sou cruzeirense também!! Muito bom ver matérias assim sobre ele, mostrando que além de ser um excelente jogador, tem responsabilidade, tem caráter, tem acima de tudo Deus no coração. Espero poder ver/ ler mais matérias sobre ele e sobre os outros jogadores do Cruzeiro! Gostei muito. Meu twitter dedicado ao Lucas: @familyluar1

    ResponderExcluir