11/06/2019

TV assegura compra do Mineiro até 2021

Vinícius Dias

Depois de semanas de incerteza nos bastidores, a FMF já dá como garantida a venda dos direitos de transmissão do Campeonato Mineiro - principal fonte de receita do estadual - para as próximas duas temporadas. Conforme o Blog Toque Di Letra apurou, passados mais de 15 dias do prazo para rescisão sem multa sem que a emissora tenha se manifestado, o entendimento é de que o contrato está mantido até 2021.

Estadual terá valores recordes em 2020
(Créditos: Federação Mineira de Futebol/Divulgação)

De acordo com as bases fixadas na última renovação, a TV tinha até 23 de maio para acionar a cláusula que abria a possibilidade de rescisão em relação às temporadas de 2020 e 2021, as duas últimas do acordo vigente desde 2017. Internamente, desde o fim do ano passado, dirigentes de vários estados chegaram a adotar tom de incerteza sobre a venda dos direitos a partir de 2020, o que não se confirmou em Minas Gerais

Cifras recordes no próximo ano

Com contrato mantido, a próxima edição terá valores recordes. Nesta temporada, os clubes do módulo I e a FMF receberam, somados, quase R$ 38,5 milhões - o acordo, com valor inicial de R$ 36 milhões, prevê reajuste a cada ano. O campeão Cruzeiro e o rival Atlético receberam cerca de R$ 12,7 milhões cada. O América embolsou quase R$ 3 milhões, enquanto cada uma das equipes do interior faturou cerca de R$ 900 mil.

08/06/2019

Lucas Silva com futuro indefinido no Cruzeiro

Vinícius Dias

Peça-chave nos títulos brasileiros de 2013 e 2014 e no inédito bicampeonato da Copa do Brasil, Lucas Silva vive dias de indefinição no Cruzeiro. Embora o volante já tenha sinalizado a intenção de permanecer na Toca da Raposa II em conversas preliminares, a diretoria celeste ainda não manteve contatos com o Real Madrid para discutir a renovação. Emprestado apenas até o próximo dia 30, o camisa 16 está fora da equipe titular há quase um mês e já é alvo de sondagens da Europa e do futebol mexicano.

Cruzeiro paga 50% dos salários de Lucas
(Créditos: Bruno Haddad/Cruzeiro E.C.)

Conforme o Blog Toque Di Letra apurou junto a um emissário com bom trânsito no clube merengue, pelo menos três equipes do Velho Continente buscaram informações sobre o volante: Atalanta, da Itália, e o atual campeão português Benfica, ambos classificados à próxima edição da Liga dos Campeões, além do Espanyol, da Espanha. No México, o Tigres sonha em ter o cruzeirense formando dupla com o ex-atleticano Rafael Carioca, um dos pilares da equipe da recente conquista do Clausura.

Venda ou renovação e empréstimo

Com o retorno ao elenco comandado pelo francês Zidane tratado como improvável, o Real Madrid trabalha nos bastidores com duas alternativas para Lucas Silva. A prioridade é uma negociação em definitivo. Ainda assim, os espanhóis não descartam a possibilidade de um novo empréstimo, desde que haja a ampliação do vínculo, que inicialmente se encerra em junho de 2020. Nesta temporada, o volante foi acionado por Mano Menezes em 18 partidas, sendo dez como titular, e ainda não balançou as redes.

01/06/2019

Corrente pró-transparência em alta no Cruzeiro

Vinícius Dias

Uma das protagonistas dos bastidores em meio às investigações da Polícia Civil sobre denúncias de irregularidades no Cruzeiro, a corrente Pró-Cruzeiro Transparente tem, cada vez mais, ganhado força no Barro Preto. Conforme o Blog Toque Di Letra apurou junto a lideranças do Conselho Deliberativo celeste, o movimento, que iniciou a semana reunindo cerca de 40 conselheiros, já conta com cerca de 200 apoiadores, incluindo conselheiros beneméritos, natos e efetivos, além de suplentes.

Corrente pede afastamento de dirigentes
(Créditos: Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C.)

Com o discurso de busca por transparência, a corrente foi criada na última quarta-feira. "Não somos situação nem oposição. Somos Cruzeiro", destacou o documento assinado por 111 membros, sendo 84 com poder de voto no Conselho, adesão que surpreendeu a diretoria. Nessa sexta-feira, a Pró-Cruzeiro Transparente encaminhou ao presidente do Conselho, Zezé Perrella, pedido de afastamento do presidente Wagner Pires de Sá, do vice de futebol Itair Machado e do diretor-geral Sérgio Nonato.

30/05/2019

Cruzeiro: os números da divisão no Conselho

Vinícius Dias

Na segunda-feira, cerca de 40 conselheiros reuniram para articular cobrança por transferência após as denúncias exibidas pela TV Globo. Nessa quarta, 84 assinaram o manifesto Pró Cruzeiro Transparente, que ainda conta com suplentes. Não são 111 com poder de voto no Conselho, como à primeira vista se interpreta, mas o número surpreendeu à diretoria, que até domingo falava em 14 conselheiros de oposição. Seis vezes menos.

Surpreendente mesmo quando o documento frisa: "não somos situação nem oposição, somos Cruzeiro". Porque, na avaliação de situacionistas ouvidos pelo Blog Toque Di Letra, o discurso é crescente. Não à toa entre os signatários da corrente estão um dos atuais vice-presidentes, ex-presidente, três ex-vices, ex-presidente do Conselho Fiscal e vários ex-diretores.

A reação da situação, que começou a ser articulada às 12h, saiu do papel à noite. Reunião no Barro Preto. Expectativa: 220 conselheiros. Realidade: no grupo ligado a Wagner Pires de Sá, a informação é de que, ao fim, 256 assinaram manifesto de apoio à diretoria. Nas estimativas de conselheiros que a presidência vê como oposicionistas, menos de 100 presentes - sendo metade conselheiros com cargos ou ligados a funcionários.

Manifesto x reunião: Conselho dividido
(Créditos: Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C.)

Pelo estatuto, o Cruzeiro deveria ter 500 conselheiros, além dos beneméritos - ex-presidentes do clube e do Conselho. Como há vacância no quadro, internamente fala-se em 410 a 430. No cenário mais positivo para a situação, pelo menos 70 não se manifestaram.

O número inclui o núcleo duro da ala Perrella. "Muitos ligados ao Zezé não se manifestaram e não vão", pontuou conselheiro de longa data que compareceu à reunião no Barro Preto. A projeção é de que, apesar do alinhamento sinalizado nos últimos meses, o ex-senador, hoje presidente do Conselho Deliberativo, evitará se posicionar politicamente.

Em meio a dúvidas sobre o tamanho do que se entende por oposição e sobre a força da ala do silêncio - a maior, se considerada a contagem da, digamos, oposição sobre a reunião dessa quarta-feira -, há duas certezas. O Conselho do Cruzeiro está bem mais dividido do que a diretoria acreditava. E a eleição para o centenário já começou no Barro Preto.