16/01/2013

Que assim seja...

Salve, China Azul!

Na tarde de ontem, os presidentes de Cruzeiro e Atlético se reuniram com o governador do estado de Minas Gerais, Sr. Antônio Anastasia, para discutir as bases do acordo relativo à questão da proporção de torcidas presentes nos confrontos entre os dois clubes a partir deste ano.

Como todos vocês devem saber, a grande polêmica ficou em torno da presença, ou não, de atleticanos nos jogos mandados pelo Cruzeiro no novo Mineirão. A torcida do Cruzeiro mostrava-se bastante relutante à presença da torcida adversária em sua nova casa, uma vez que, em princípio, os clássicos jogados no Independência, por questões de segurança, seriam assistidos apenas por torcedores do Galo.

Mas, para a surpresa de muitos, a reunião realizada na Cidade Administrativa trouxe boas novas para aqueles que realmente gostam de futebol. A partir do jogo do dia 03 de fevereiro, todos os confrontos entre Cruzeiro e Atlético terão torcida dividida. Ambos os clubes terão direito a 50% da capacidade do estádio, independente de qual estádio for esse. A renda, esta sim, será revertida única e exclusivamente ao time mandante do duelo.

Agora, dentro desta nova realidade, com a Polícia Militar garantindo a segurança dos torcedores que forem ao estádio, espero que seja o fim dos jogos com torcida única. Claro que, da maneira que o ambiente se mostrava antes, o risco de uma tragédia em estádios como o Independência era imenso. E eu, sinceramente, espero que o torcedor que for ao estádio vá para torcer, apoiar seu time, vaiar, cornetar e zombar do adversário, ou seja, tudo que é do esporte. Mas que, por favor, não provoque brigas que, às vezes, se tornam tragédias.

Apenas para completar, gostaria de dizer que estou aguardando manifestações dos clubes. Os presidentes, pela sua importância para os clubes, precisam dar exemplo e incentivar tudo o que for de mais saudável no ato de torcer. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário