19/12/2014


Tudo começou em março de 2011; hoje, a Web Rádio Galo
contabiliza milhares de fãs em seus perfis nas redes sociais

Vinícius Dias

Marion cruza, a bola resvala em Diego Tardelli e sobra nos pés de Luan. "Olha o Galo, vai bater, bateu. É gol, é gol, é gol". Foi com essas palavras que Beto Guerra registrou, pelas ondas do rádio, a emoção com o quarto gol da vitória ante o Flamengo, por 4 a 1, na semifinal da Copa do Brasil. Com o resultado, o Atlético garantiu vaga na decisão, três semanas antes de comemorar o tão sonhado título. Narrador e criador, ele é um dos sete integrantes da equipe da Web Rádio Galo, projeto que foi concebido em março de 2011.


"A proposta é dar voz ao torcedor, levar informação e entretenimento. O atleticano gosta de falar do Galo", explica ao Blog Toque Di Letra. Beto destaca que, atualmente, o único programa ao vivo dedicado ao clube é o Debate Galo, que vai ao ar na WRG na segunda-feira, às 21h. "Neste ano, fizemos um especial com Leonardo Silva. Colocamos o torcedor para falar com ele, ao vivo, por meio do Skype", completa, justificando a proposta 'de torcedor para torcedor'.

Léo Silva: um dos convidados deste ano
(Créditos: Web Rádio Galo/Arquivo Pessoal)

Há quatro anos no ar, a Web Rádio Galo já recebeu cerca de outros 100 convidados, entre eles o atual presidente do clube, Daniel Nepomuceno, o lateral-direito Marcos Rocha, os jornalistas Jorge Kajuru e André Rizek, e ex-jogadores da equipe alvinegra, como Bernard, Marques e os lendários Reinaldo, o Rei, e Dadá Maravilha. "Falar diretamente com o torcedor e ser ouvido, debater, levar emoção nas narrações, é muito gratificante", afirma Beto Guerra, criador da rádio.

Grade de programação

Atualmente, a WRG mantém apenas uma atração na grade: Debate Galo. "Tivemos programas mais descontraídos, um programa para homenagear ídolos atleticanos. Mas, hoje, temos somente o pioneiro, um programa de debate às segundas", diz Beto. Com quase 23 mil seguidores no perfil no Twitter e mais de 28 mil curtidas na página no Facebook, a equipe da web rádio alvinegra trabalha com a expectativa de, em breve, incluir programas informativos diários na grade.

Atual presidente do clube já foi à WRG
(Créditos: Web Rádio Galo/Arquivo Pessoal)

Além da atração semanal, há três anos, a WRG ainda tem se dedicado às transmissões dos jogos do clube alvinegro. "Três de nós somos cronistas credenciados e, desde 2012, trabalhamos em jogos do Galo em casa. Em 2013, começamos a narrar todas as partidas", destaca Beto Guerra, que comanda as jornadas esportivas na rádio ao lado dos comentaristas Kity Bargas ou Eduardo Guerra.

Transmissões de jogos

Transmissões de partidas com mando do Atlético no Independência ou no Mineirão são realizadas nos estádios. No caso dos jogos em que o Galo é visitante, a narração é feita em um estúdio próprio, também usado para a apresentação do debate. Não importa onde, a máxima é falar a linguagem do atleticano. "É de torcedor para torcedor, portanto, eles precisam estar próximos da gente", pontua Beto.

Um comentário:

  1. Os garotos fazem um trabalho singular na Web Rádio Galo
    PureDJ

    ResponderExcluir