22/03/2015


Dono da melhor defesa do estadual, Coelho recebe Cruzeiro,
que tem o ataque mais eficiente e tenta retomar a liderança

Vinícius Dias

América e Cruzeiro foram protagonistas de duelos inesquecíveis ao longo das últimas décadas. Os clubes decidiram estaduais, torneios regionais e também se enfrentaram pela divisão de elite do futebol brasileiro. Neste domingo, contudo, a história do clássico vai ganhar um capítulo especial. Coelho e Raposa se enfrentam pela primeira vez no 'novo Independência', às 18h30, pela 9ª rodada do Mineiro.


De acordo com levantamento feito pelo historiador Carlos Paiva, antes da reinauguração, o estádio do Horto foi palco de 42 embates entre os rivais mineiros. O retrospecto é favorável à Raposa: foram 17 vitórias azuis, 14 empates e 11 triunfos americanos. O conjunto do Barro Preto anotou 78 gols e sofreu 65.

Em 2014, triunfo celeste no Mineirão
(Créditos: Washington Alves/Light Press)

O primeiro encontro aconteceu em abril de 1951, com triunfo do Coelho, por 3 a 1. Em junho do ano seguinte, o Cruzeiro alcançou sua primeira vitória. O time azul também levou a melhor no último jogo disputado no estádio. Em maio de 2008, em um amistoso entre times mistos, Reinaldo Alagoano e Jonathas anotaram para a Raposa; Luciano descontou para a equipe alviverde.

Melhor defesa x melhor ataque

O Cruzeiro encara o duelo deste domingo como oportunidade de voltar à liderança. Por isso, Marcelo Oliveira repete a escalação utilizada na última quinta, ante o Mineros. Givanildo também aposta em força máxima. Dono da defesa menos vazada da competição - com três gols sofridos em oito partidas -, o Coelho enfrenta o melhor ataque - que balançou as redes 17 vezes em sete rodadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário